20 de Junho de 2014 / às 21:30 / em 3 anos

França goleia Suíça por 5 x 2 em Salvador

SALVADOR (Reuters) - A França voou para cima da Suíça e goleou o país vizinho por 5 x 2 no Grupo E da Copa do Mundo nesta sexta-feira para se aproximar de uma vaga nas oitavas de final do Mundial quatro anos depois de um dos maiores fracassos da seleção francesa.

Giroud comemora gol da França com Valbuena. REUTERS/Dylan Martinez

A França, que havia derrotado Honduras por 3 x 0 na estreia, lidera a chave com seis pontos e se classificará caso Honduras e Equador empatem ainda nesta sexta.

Dois gols em um espaço de tempo de 66 segundos de Olivier Giroud e Blaise Matuidi deram à França a liderança por 2 x 0 no placar antes dos 20 minutos de jogo na Fonte Nova e abriu caminho para uma vitória confortável no aniversário da greve de Knysna, durante a Copa do Mundo da África do Sul.

Mathieu Valbuena marcou o terceiro cinco minutos antes do intervalo, depois de Karim Benzema ver uma cobrança de pênalti ser defendida pelo goleiro suíço Diego Benaglio.

Mas Benzema manteve a boa forma recente como artilheiro ao anotar o quarto da França aos 22 minutos da segunda etapa e Moussa Sissoko fez o quinto.

Blerim Dzemali saiu do banco de reservas para cobrar uma falta a nove minutos do fim e diminuir para a Suíça e Granit Xhaqa, aos 42 do segundo tempo, fez o segundo dos suíços.

“Essa foi uma partida muito boa, fizemos um monte de coisas certo”, disse o técnico da França, Didier Deschamps, em entrevista na TV.

“Cinco gols contra um time forte da Suíça, ficamos com seis pontos, isso é ideal.”

A vitória enfática dá continuidade à reabilitação da França em Copas do Mundo, num momento em que a equipe busca enterrar os fantasmas de quatro anos atrás, quando uma revolta dos jogadores abalou a reputação do time.

Já nos acréscimos, Benzema pensou ter feito o sexto gol da partida, mas o árbitro apitou o final da partida momentos antes de seu disparo atingir as redes, num lance parecido com a polêmica do Mundial de 1978, quando o árbitro galês Clive Thomas impediu que Zico marcasse o gol da vitória contra a Suécia em circunstâncias parecidas.

Apesar da goleada francesa, o gol de Xhaka foi o mais bonito dos sete e o técnico da Suíça, o alemão Ottmar Hitzfeld, reconheceu a superioridade francesa.

“A França teve uma explosão em sua performance”, disse Hitzfeld. “É importante que o time se mantenha junto e não comece a culpar uns aos outros ou baixar a cabeça. É por isso que foi enormemente importante que tenhamos reagido no segundo tempo... Com dois gols ainda estamos cheios de esperança de que vamos chegar à próxima fase.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below