3 de Julho de 2014 / às 14:33 / em 3 anos

Destaque contra a Argélia, alemão Schuerrle quer enfrentar a França

SANTO ANDRÉ (Reuters) - André Schuerrle está torcendo para que seu ótimo desempenho diante dos azarões da Argélia o coloque de vez na escalação da Alemanha para as quartas de final contra a França na sexta-feira.

Andre Schuerrle comemora gol da Alemanha contra Argélia em Porto Alegre. 30/6/2014 REUTERS/Edgard Garrido

Schuerrle, que marcou na segunda-feira o primeiro gol da vitória por 2 x 1 na prorrogação das oitavas do Mundial, entrou no segundo tempo e animou seus colegas de seleção. Ele só tinha jogado 29 minutos anteriormente, em duas partidas da fase de grupos.

“Sinto-me muito melhor quando sou escalado, todos querem estar em campo no começo do jogo”, disse o atacante do Chelsea ao ser perguntado se sente merecer a vaga depois de ter substituído o ineficaz Mario Goetze.

“Adoraria ter a chance de jogar na sexta-feira. Estou realmente empolgado. Sinto-me bem, em forma, e estou feliz por finalmente ter tido a chance de jogar mais tempo na última partida”, acrescentou.

O desempenho de Schuerrle diante dos argelinos rendeu elogios especiais na Alemanha, onde são altas as expectativas de um quarto título na Copa do Mundo pelas mãos da “geração de ouro”, que chegou à semifinal dos dois últimos Mundiais.

“Não tenho a menor ideia se vou entrar ou não”, declarou Schuerrle. “Vamos descobrir no dia do jogo, esperar para ver se há alguma surpresa.”

O atacante, de 23 anos, trouxe a velocidade e a coragem que faltava ao time no ataque diante da Argélia após um primeiro tempo morno, que os membros da comissão técnica admitiram terem sido os 45 minutos mais fracos da Alemanha no torneio.

Seu gol, que abriu o placar aos dois minutos da prorrogação, provavelmente foi o melhor --e certamente o mais importante-- dos nove gols dos alemães até o momento na competição.

Ele correu em direção ao gol, interceptou um cruzamento desviado de Thomas Mueller e marcou com o calcanhar esquerdo.

Schuerrle tem sido poupado das críticas em casa a respeito das três vitórias magras em seguida à espetacular goleada de 4 x 0 sobre Portugal no jogo de estreia, mas disse que vencer é tudo o que importa agora.

“Sempre há críticas quando você não joga bem”, afirmou. “Mas avançamos, e é isso que conta. Acho que os torcedores na Alemanha preferem nos ver vencer sem jogar bem do que jogar lindamente e ser eliminados.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below