7 de Julho de 2014 / às 16:33 / em 3 anos

Fifa decide não punir autor de joelhada que tirou Neymar do Mundial

SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê Disciplinar da Fifa decidiu nesta segunda-feira não aplicar nenhuma punição ao jogador colombiano Juan Camilo Zúñiga, autor da joelhada que tirou o atacante brasileiro Neymar do restante da Copa, alegando que não poderia intervir, já que o incidente não escapou à atenção do árbitro espanhol Carlos Velasco.

Neymar em lance com colombiano Camilo Zúñiga, que deu uma joelhada no brasileiro durante partida em Fortaleza que o deixou fora da Copa . 4/7/2014. REUTERS/Marcelo Del Pozo

“Depois da análise da questão e da ampla documentação recebida da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o presidente chegou à conclusão que o Comitê Disciplinar da Fifa não pode considerar essa questão à luz das condições delineadas no Comitê Disciplinar da Fifa para que o Comitê Disciplinar possa intervir em uma situação desse tipo”, informou a Fifa em comunicado.

Segundo a entidade, entre os motivos que impedem uma ação do Comitê Disciplinar está o fato de Velasco ter notado a entrada de Zúñiga em Neymar durante a partida e o fato de o árbitro ter decidido não dar nem o cartão amarelo nem o vermelho ao colombiano por conta da jogada.

Neymar teve uma vértebra na região lombar fraturada na jogada e está fora do restante da Copa do Mundo.

“É importante notar que as condições sob as quais o Comitê Disciplinar da Fifa pode intervir em qualquer incidente devem ser consideradas independentemente das consequências desse incidente, como a lamentável lesão sofrida por um jogador”, afirma o comunicado.

“Finalmente, em um comentário geral, a Fifa e o Comitê Disciplinar da Fifa lamentam qualquer incidente ocorrido em campo que tenha um impacto negativo na saúde dos jogadores. Desejamos a Neymar uma rápida e total recuperação, assim como a todos os jogadores que deixaram a Copa do Mundo por causa de lesões.”

O Comitê Disciplinar da Fifa havia decidido punir o atacante uruguaio Luis Suárez por uma mordida dada no zagueiro italiano Giorgio Chiellini com nove jogos de suspensão da seleção do Uruguai e quatro meses de banimento do futebol.

Nesse caso, no entanto, o árbitro mexicano Marco Rodríguez não viu o lance.

Tanto Velasco quanto Rodríguez, que apitará a semifinal entre Brasil e Alemanha na terça-feira, foram mantidos pela Fifa na Copa do Mundo nesta segunda-feira e estão no páreo para apitar a final do torneio, dia 13 de julho no Maracanã.

Reportagem de Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below