14 de Julho de 2014 / às 01:44 / em 3 anos

Alemães vibram com primeiro título mundial em 24 anos

BERLIM (Reuters) - Alemães exultantes comemoraram nas ruas na noite deste domingo, soltando fogos de artifício, abraçando estranhos, tocando as buzinas dos carros e vibrando por sua primeira conquista da Copa do Mundo em 24 anos.

Torcedores alemães comemoram em Berlim vitória sobre a Argentina. 13/7/2014. REUTERS/Thomas Peter

Gritos de alegria emanavam da enorme zona dos torcedores em Berlim, que se estendia por 1,3 quilômetro desde o Portão de Brandenburgo, onde 300 mil torcedores encararam chuvas torrenciais e tempestades de raios para aguentar os torturantes 113 minutos sem gols até Mario Goetze dar à Alemanha seu quarto título mundial.

“Este é um sentimento tão incrível, é arrebatador. O time nos fez esperar por aquele gol, mas vencemos no final, e é isso que importa”, disse Marcus Angrick, de 23 anos e morador de Bernau, nos arredores de Berlim.

“Esta seleção é tão boa que não vamos ter que esperar outros 24 anos para vencer novamente.”

Milhares de torcedores percorreram a famosa avenida Kurfuerstendamm sacudindo bandeiras e guarda-chuvas depois de ver a Alemanha se tornar a primeira seleção europeia a erguer uma Copa do Mundo em solo latino-americano.

Nas ruas vizinhas, motoristas aceleravam seus carros e tocavam as buzinas, enquanto garotas com perucas com as cores da Alemanha e bandeiras se penduravam das janelas dos automóveis.

Outros escalavam postes de luz, brindando a vitória de seu país com cerveja e entoando “Alemanha, campeões, aleluia!”

”1954, 1974, 1990 e 2014 – lutamos duro por nosso quarto título e foi totalmente merecido. Parabéns”, tuitou Steffen Seibert, porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, em referência aos quatro troféus da seleção. Ele viajou com sua chefe para assistir à final no Rio de Janeiro.

A multidão uivou de delírio vendo Merkel, apelidada de “Mutti (mamãe)”, abraçar todos os jogadores depois da partida.

“Sim, sim, sim! Jogi (o técnico Joachim Loew), você conseguiu! Um grande cumprimento à Argentina, mas a melhor seleção conquistou a Copa de 2014!”, tuitou o treinador dos Estados Unidos, o alemão Juergen Klinsmann.

Klinsmann foi o técnico da Alemanha no Mundial de 2006, quando o atual ocupante do cargo era seu assistente.

O futebol e o sucesso da seleção desde que o país sediou o torneio em 2006 permitiram aos alemães se orgulhar de sua nação e demonstrá-lo com bandeiras e rostos pintados com uma naturalidade inédita.

Gerações anteriores se sentiam enormemente constrangidas com qualquer exibição de nacionalismo por causa da história do país.

“Foi um jogo ansioso, eu estava trêmulo”, confessou o presidente alemão, Joachim Gauck, também presente no Maracanã, à TV do país.

“Mas agora estou vibrando”, acrescentou.

Tradução Redação Rio de Janeiro; +55 21 2223-7148REUTERS MPP

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below