6 de Setembro de 2014 / às 15:22 / em 3 anos

Hamilton bate Rosberg e conquista pole no GP da Itália

MONZA (Itália) (Reuters) - Lewis Hamilton se colocou como favorito para o Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 no domingo ao conquistar a pole position, à frente do líder do campeonato, companheiro de equipe e rival ao título Nico Rosberg, classificado em segundo. 

Os carros movidos a motor Mercedes dominaram as seis primeiras posições do grid durante o treino de qualificação neste sábado, com Felipe Massa ficando em quarto, logo atrás de seu companheiro de equipe na Williams Valtteri Botas.

Na terceira fila ficaram as McLaren de Kevin Magnussen e Jenson Button, em quinto e sexto, respectivamente.

A pole, garantida em uma tarde ensolarada no histórico circuito de Monza, perto de Milão, foi a quinta de Hamilton, campeão de 2008, na temporada, e a 36a de sua carreira.

“Fizemos isso como uma equipe e é ótimo ter mais uma dobradinha para a equipe”, disse Hamilton, que está 29 pontos atrás de Rosberg no campeonato, após os dois pilotos colidirem na Bélgica há duas semanas.

O incidente se tornou o assunto mais falado da Fórmula 1. Rosberg acabou assumindo a culpa pela batida que levou Hamilton a abandonar a corrida no circuito de Spa Francorchamps.

PILOTOS AVISADOS

Os chefes da Mercedes disseram aos dois pilotos que colisões como aquela, na qual a equipe se privou de conquistar os dois primeiros lugares na corrida, não devem se repetir, embora ambos os pilotos tenham dito que nada mudou.

“Não mudou. Já quando começamos a temporada a mensagem era clara, então não mudou nada de fato”, disse Rosberg ao ser perguntado se ele teria as ordens dadas pelos chefes na cabeça ao fazer a primeira curva da prova.

“É o mesmo de sempre.”

“Não vão ficar ressoando nas minhas orelhas”, disse com firmeza Hamilton, o mais prejudicado em Spa, aliviado por largar com pista livre pela primeira vez em oito corridas, atormentado por problemas desde a pole anterior na Espanha em maio.

A Mercedes ficou com 12 das 13 poles da temporada este ano, e neste sábado a equipe chegou à sua sétima dobradinha na primeira fila em 2014.

Os fãs da Ferrari, que há mais de um ano não comemoram uma vitória, viram Fernando Alonso ficar em sétimo e Kimi Raikkonen apenas em 12.

O finlandês, no entanto, vai largar em 11, já que o estreante russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso, foi penalizado em 10 posições por trocar o motor do carro mais vezes do que o permitido em uma temporada.

A campeã Red Bull também teve uma tarde difícil, com o tetracampeão e vencedor do ano passado Sebastian Vettel classificando-se apenas em oitavo no grid, enquanto seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, ficou em nono. 

Reportagem de Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below