12 de Maio de 2015 / às 23:40 / em 3 anos

Guardiola compara Messi a Pelé como melhor jogador da história

MUNIQUE, Alemanha (Reuters) - Lionel Messi, do Barcelona, é o melhor jogador da história, disse o técnico do Bayern de Munique, Pep Guardiola, nesta terça-feira, após a equipe espanhola eliminar os bávaros por 5 x 3 no placar agregado para chegar à final da Liga dos Campeões.

O técnico do Bayern de Munique, Josep Guardiola, e o jogador argentino Lionel Messi, do Barcelona, se cumprimentam nesta terça-feira durante jogo em Munique, na Alemanha. 12/05/2015 REUTERS/Kai Pfaffenbach

“Ele é o melhor jogador de todos os tempos”, afirmou Guardiola. “Eu o comparo a Pelé. Fico muito feliz de ver este futebol.”

Messi, que está jogando uma temporada sensacional e marcou 10 gols na principal competição europeia, destruiu o Bayern na vitória do Barça por 3 x 0 na partida de ida, depois de marcar duas vezes na semana passada.

O argentino foi novamente importante na confirmação da vaga para a oitava final de liga europeia do Barcelona. O papel de Messi nesta terça-feira foi mais de um orquestrador, com passes precisos para Neymar e Luis Suárez.

“Ele está de volta, ele está onde eu tive o privilégio de treiná-lo”, disse Guardiola, que ganhou duas vezes a Liga dos Campeões com o argentino de 27 anos em seus quatro anos no Barça, entre 2008 e 2012. “Ele definitivamente está de volta ao seu melhor.”

Messi, que fez a última final sob comando de Guardiola em 2011, quando o Barça ganhou, também marcou 40 gols no Campeonato Espanhol nesta temporada.

“Quando o Barça tem a bola, eles são extremamente fortes. Espero que em Berlim eles possam conquistar sua quinta taça da Europa”, disse o ex-jogador do Barcelona, ​que não conseguiu chegar à final com o Bayern em suas duas temporadas no comando do time.

“Tentamos de tudo. Mas nós tivemos vários problemas (com lesões) e quando você joga com tantos problemas durante dois meses e os jogadores continuam lutando, então a equipe merece um grande elogio.”

O Bayern, que já garantiu a conquista do título alemão, estava sem os meias-atacantes Arjen Robben e Franck Ribery, além dos defensores David Alaba e Holger Badstuber, e, apesar de uma desvantagem de 2 x 1 no primeiro tempo, conseguiu virar depois do intervalo, evitando a primeira derrota em casa na competição nesta temporada.

Reportagem de Karolos Grohmann

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below