21 de Abril de 2017 / às 18:50 / em 8 meses

Ex-presidente da Federação Costarriquenha de Futebol é banido pela Fifa

(Reuters) - O ex-presidente da Federação Costarriquenha de Futebol, Eduardo Li, foi banido do futebol por toda a vida pelo Comitê de Ética da Fifa nesta sexta-feira, informou a organização.

Li é uma das 42 pessoas e entidades que são acusadas em uma investigação dos Estados Unidos sobre o maior escândalo de corrupção na história da Fifa. Ele estava entre os sete oficiais de futebol presos em um hotel de luxo em Zurique em maio de 2015.

Li, que também era membro executivo da Concacaf, confederação regional para a América do Norte e Central, se declarou culpado em outubro em um tribunal federal dos EUA por levar centenas de milhares de dólares em subornos.

Os promotores dos EUA alegaram que Li e outros oficiais se envolveram em esquemas de mais de 200 milhões de dólares em subornos e propinas em direitos de marketing e transmissão de torneios e jogos.

No tribunal, Li disse que negociou um suborno de 500 mil dólares, dos quais 300 mil dólares ele realmente recebeu, para conceder ao Grupo Traffic, do Brasil, os direitos de mídia e marketing das partidas classificatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Li também disse que concordou em aceitar um suborno separado de 500 mil dólares, dos quais 230 mil dólares ele recebeu de intermediários no Panamá, em troca de conceder a uma empresa norte-americana um contrato para ser patrocinador da equipe nacional da Costa Rica.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below