May 11, 2017 / 2:23 PM / a year ago

Infantino reage a críticos que "batem na Fifa" e repudia "notícias falsas"

MANAMA (Reuters) - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, reagiu nesta quinta-feira aos críticos da federação internacional de futebol, dizendo que a organização passou por reformas e que hoje é vítima de “notícias falsas” e de pessoas que “batem na Fifa”.

Presidente da Fifa, Joseph Blatter, em Manama, no Bahrein. 11/05/2017 REUTERS/Hamad I Mohammed

Discursando no 67º Congresso da Fifa na capital do Bahrein, Infantino, que substituiu Joseph Blatter no comando da entidade em 2016, disse que a organização esta está se transformando verdadeiramente.

“Estamos reconstruindo a reputação da Fifa depois de tudo o que aconteceu. Assumimos a organização em seu ponto mais baixo”, disse Infantino, acrescentando não haver espaço para ninguém que queira se enriquecer “abusando do futebol”.

Dezenas de dirigentes, a maioria da América Latina, foram indiciados nos Estados Unidos em 2015 devido a acusações relacionadas a corrupção, desencadeando a pior crise da história da Fifa.

Infantino afirmou que as críticas à organização sob sua liderança não têm sido justas, levando em conta a melhora na transparência, nos controles e nos procedimentos éticos.

“Há muitas notícias falsas e fatos alternativos sobre a Fifa circulando”, disse. “Bater na Fifa se tornou um esporte nacional em alguns países”.

O dirigente suíço também fez comentários ácidos sobre algumas críticas de especialistas em governança depois de uma semana na qual o comando do comitê de ética da Fifa foi substituído.

“No passado muitos especialistas bem pagos, pagos com milhões, foram contratados pela Fifa para ajudar a reformar a Fifa. Permitam que eu lhes pergunte, o que fizeram? Simplesmente deram seu aval a um sistema doente e corrupto”, afirmou.

“Onde estavam todos estes autoproclamados gurus e especialistas? Todos eles fracassaram miseravelmente. Eu não aceitarei, nós não aceitaremos lições de boa governança de quaisquer indivíduos que fracassaram miseravelmente em proteger o futebol”, afirmou Infantino.

Embora insinuando que os experts internos das Fifa falharam, ele elogiou investigações externas, agradecendo “tribunais de todo o mundo” que processaram casos de corrupção.

“Precisamos de sua ajuda e contamos com sua ajuda”, acrescentou, dizendo que não vai haver lugar para qualquer irregularidade em sua organização.

“Se houver alguém neste recinto ou fora deste recinto que ainda pense que pode enriquecer, que pode abusar do futebol, tenho uma mensagem clara e forte para dar: abandone o futebol e abandone o futebol agora. Não queremos você”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below