June 4, 2017 / 5:06 PM / a year ago

Modric, a peça chave para vitória do Real Madrid na final da Liga dos Campeões

CARDIFF (Reuters) - Cristiano Ronaldo compreensivelmente levou o crédito, com seus dois gols ajudando o Real Madrid a conquistar sua décima segunda taça da Liga dos Campeões, mas o meio campo Luka Modric foi fundamental para a vitória diante do Juventus no sábado.

O Real Madrid venceu por 4 a 1 na final no Estádio Principality, em Cardiff, mas sofreu em um primeiro tempo difícil, com o Juventus dominando o jogo até o croata Modric assumir o controle da partida.

O jogo estava empatado em um a um após Ronaldo ter marcado e Mario Mandzukic igualar, mas o Juventus estava criando chances melhores e a rede de Gianluigi Buffon não sofreu ameaças, tirando o gol.

No entanto, com a influência estabilizadora de Modric aumentando, a disputa ficou a favor do time de Zinedine Zidane e eles lutaram pela vitória, acertando mais vezes a rede de Buffon do que havia acontecido durante o resto do torneio.

Gareth Bale, assim como Modric um ex-jogador do Tottenham, tinha sido o foco para o jogo, mas Modric se provou crucial para a bem-sucedida defesa de título do Real Madrid.

“O primeiro tempo foi equilibrado. O Juventus veio forte. Nós não tínhamos posse de bola”, disse Zidane aos repórteres.

“O segundo tempo foi melhor. Eu disse a eles que continuassem o que estávamos fazendo, mas que pressionassem mais e jogassem de modo mais amplo.”

Com o time usando uma formação 4-4-2, o meio-campo em forma de diamante e sem laterais tradicionais, o ônus de ocupar espaços maiores recaiu em Modric e Toni Kross.

Modric criou a oportunidade para o segundo gol de Cristiano Ronaldo a partir da lateral direita, cruzando a bola para que Ronaldo marcasse e efetivamente acabasse com o jogo.

Além de sua assistência, a elegância do jogador de 31 anos, sua boa percepção para passes e a capacidade de tomar as decisões corretas ajudaram a abrir as oportunidades para que o Real Madrid acertasse o Juventus repetidamente após o intervalo.

“(Zidane) disse que nós tínhamos que ser mais agressivos, não permitir que o Juve tivesse a posse de bola tão facilmente como fizeram no primeiro tempo após o nosso gol”, disse Modric aos repórteres.

“Nós sentimos que somos um time incrível e precisamos apenas continuar a fazer o que estamos fazendo, porque eu acredito que podemos vencer muito mais títulos no futuro.”

Embora Ronaldo seja o homem que tem o chute matador, Modric é o estrategista da equipe, trabalhando silenciosamente para criar caminhos e aberturas para que o Madrid aproveite.

Modric também fez história particularmente, tornando-se o primeiro croata a vencer a competição três vezes, a frente do ex-zagueiro do Milan, Dario Simic, que levantou a taça em 2003 e 2007.

Por Rik Sharma

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below