July 27, 2017 / 11:38 AM / a year ago

Presidente da federação espanhola Villar renuncia a cargos na Fifa e na Uefa

ZURIQUE (Reuters) - O presidente suspenso da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Ángel María Villar, renunciou aos altos cargos que ocupava na Fifa e na Uefa após ter sido preso na Espanha na semana passada, informaram as duas entidades nesta quinta-feira.

Presidente da federação espanhola de futebol, Ángel María Villar, em Lisboa 19/01/2009 REUTERS/Nacho Doce

Villar, seu filho Gorka e mais dois dirigentes da federação espanhola foram presos em 18 de julho sob suspeita de conluio, recebimento de propina e falsificação de documentos. Villar, que nega as acusações, teve negado um pedido de fiança.

O espanhol é o mais recente dirigente do futebol mundial a ser preso ou suspenso por acusações de corrupção, em um escândalo que atingiu diversos países, incluindo o Brasil.

Um porta-voz da Fifa confirmou à Reuters que Villar, de 67 anos, renunciou a seus cargos como vice-presidente da Fifa e membro do Conselho da federação internacional, do qual fazia parte desde 1998.

A Uefa também confirmou que Villar renunciou após 25 anos em seu comitê-executivo.

Villar, ex-jogador da seleção espanhola, está há 29 anos na presidência da federação espanhola, tendo sido reeleito para um oitavo mandato em maio.

Por Brian Homewood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below