October 25, 2017 / 3:02 PM / a year ago

Promotores suíços interrogam presidente do PSG por acordos de transmissão da Copa do Mundo

BERNA (Reuters) - Promotores suíços interrogaram nesta quarta-feira o presidente do Paris Saint-Germain e CEO do grupo de comunicação do Catar beIN Media, Nasser Al-Khelaifi, como parte de uma investigação criminal sobre acordos de transmissão da Copa do Mundo.

Presidente do PSG Nasser Al-Khelaifi, durante jogo em Paris, França 5/8/2017 REUTERS/Christian Hartmann

A Promotoria afirmou no dia 12 de outubro suspeitar que o ex-secretário-geral banido da Fifa Jérôme Valcke teria aceitado “vantagens ilícitas” de Al-Khelaifi em troca da concessão dos direitos de transmissão das partidos dos Mundiais de 2026 e 2030.

Valcke, que era responsável pela gestão cotidiana da federação internacional, também está sob investigação. Nenhum dos dois foi acusado e ambos negam ter cometido qualquer infração. A BeIN Media negou todas as alegações e disse estar cooperando com as autoridades.

Valcke foi banido por 10 anos do futebol após ter sido considerado culpado pelo ex-juiz de ética da Fifa Hans-Joachim Eckert de má conduta em relação a venda de ingressos da Copa do Mundo, abuso de gastos de viagem, tentativa de vender direitos de TV abaixo do valor de mercado e destruição de provas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below