October 31, 2017 / 9:02 PM / a year ago

Dirigente ligado a ex-vice-presidente da Fifa é condenado a 15 meses de prisão

(Reuters) - Um ex-secretário-geral da Associação de Futebol das Ilhas Cayman foi condenado a 15 meses de prisão nesta terça-feira após se declarar culpado por um esquema de lavagem de dinheiro, sendo a segunda pessoa sentenciada em uma investigação dos Estados Unidos sobre subornos envolvendo a Fifa.

Costas Takkas, de 60 anos e cidadão britânico, foi condenado pela juíza distrital norte-americana Pamela Chen na região nova-iorquina do Brooklyn, segundo procuradores dos EUA. Seu advogado, Gordon Mehler, disse esperar que Takkas cumpra somente cerca de 90 dias porque ele foi detido previamente na Suíça enquanto esperava extradição para os Estados Unidos.

Takkas era adido de Jeffrey Webb, um ex-vice-presidente da Fifa e presidente da Concacaf, órgão que rege o futebol na América do Norte, América Central e Caribe, de acordo com procuradores.

Webb se declarou culpado por um esquema de extorsão e outras acusações em novembro de 2015. Ele ainda não foi condenado.

Takkas estava entre as mais de 40 pessoas e entidades acusadas em uma investigação norte-americana de pagamentos de mais de 200 milhões de dólares em subornos e propinas para dirigentes, em troca de contratos de marketing e de direitos de transmissão.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below