January 25, 2018 / 11:00 PM / 8 months ago

Quarto membro do conselho de Ginástica dos EUA renuncia após escândalo de abuso

(Reuters) - Um quarto membro do conselho de Ginástica dos Estados Unidos renunciou ao cargo em meio à crescente pressão pública após o médico de longa data da equipe, Larry Nassar, ser condenado a até 175 anos de prisão por abusar de jovens ginastas.

Kevin Martinez, um executivo da ESPN, disse nesta quinta-feira que cortou laços com a federação de ginástica, após o executivo-chefe do Comitê Olímpico dos EUA ameaçar em uma carta aberta na quarta-feira retirar a certificação da Ginástica dos EUA de órgão governante a menos que os 18 membros do conselho de diretores fossem substituídos.

Sua saída ocorre após três outros membros, que tinham posições de liderança no conselho, deixarem os cargos na segunda-feira.

“Eu me uni ao conselho apenas nove meses atrás, bem após a saída de Nassar do USAG, na esperança de ajudar a mover a organização em uma direção positiva”, disse Martinez em nota enviada por email. “Essa esperança para o conselho não é mais possível, por isso enviei minha renúncia”.

Nassar, de 54 anos, foi sentenciado de 40 a 175 anos de prisão na quarta-feira por abusar sexualmente de jovens meninas sob o disfarce de tratamento médico, após uma audiência de uma semana que teve mais de 150 acusadoras contando suas histórias em um tribunal em Michigan.

Ele já está cumprindo pena de 60 anos em prisões federais por condenações de pornografia infantil e enfrentará um julgamento final na próxima semana em Michigan por três acusações adicionais de abuso.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below