May 3, 2018 / 7:14 PM / 5 months ago

COI alerta federação de boxe para acelerar reformas ou corre risco de ficar fora dos Jogos de Tóquio

LAUSANNE, Suíça (Reuters) - A entidade que controla o boxe mundial, AIBA, está demorando na implementação de reformas necessárias e precisa agir agora ou a modalidade corre o risco de ser banida dos Jogos de Tóquio 2020, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, nesta quinta-feira.

Presidente do COI Thomas Bach concede entrevista em Lausanne 3/5/2018 REUTERS/Denis Balibouse

O COI avisou a AIBA em fevereiro para resolver seus problemas financeiros, questões de governança e antidoping mas o relatório de progresso apresentado nesta semana foi insuficiente, informou Bach em coletiva de imprensa.

“Esse relatório mostra algum progresso e boa-vontade, mas ainda falta execução e em algumas áreas falta substância”, disse o ex-atleta olímpico alemão.

A AIBA tem sofrido com disputas internas por meses, com o ex-presidente CK Wu sendo primeiro suspenso provisoriamente e, então, renunciando em novembro depois de uma disputa amarga com o seu próprio comitê executivo.

A AIBA nomeou Gafur Rahimov como seu novo presidente interino, após a inesperada renúncia do chefe interino anterior, Franco Falcinelli.

Bach não fez referência à nova liderança, mas disse que o ritmo lento das mudanças poderia afetar as chances do boxe estar em Tóquio 2020. Ele também afirmou que o boxe precisa revisar urgentemente a maneira como juízes são escolhidos para as lutas.

Por Karolos Grohmann

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below