May 9, 2018 / 11:37 PM / 6 months ago

Huddersfield comemora permanência e Manchester City quebra mais recordes no Inglês

Jogadores do Huddersfield levantam técnico Wagner para comemorar permanência na elite do Inglês 9/5/2018 Action Images via Reuters/Matthew Childs

LONDRES (Reuters) - O Huddersfield Town pôde celebrar descontroladamente após garantir sua permanência na primeira divisão do futebol inglês nesta quarta-feira, com um dramático e resiliente empate em 1 x 1 com o Chelsea, em um resultado que provavelmente condenará o Swansea City ao rebaixamento.

Com um gol de Harry Kane dando ao Tottenham Hotspur uma vitória por 1 x 0 sobre o Newcastle United em Wembley e assegurando a vaga do time na Liga dos Campeões na próxima temporada, o empate do Chelsea pode ter causado um dano fatal às esperanças do time em terminar entre os quatro primeiros.

    Enquanto isto, o campeão Manchester City deu uma carinhosa despedida a Yaya Touré, vencendo o Brighton & Hove Albion por 3 x 1 e chegando a 97 pontos – o número mais alto em uma temporada da Liga Inglesa – e beirando uma campanha excepcional de 100 pontos.

Os comandados de Pep Guardiola, 20 pontos de vantagem na liderança, também estabeleceram um novo recorde de gols em uma temporada, com gols de Danilo, Bernardo Silva e Fernandinho levando o número para 105.

    Ainda assim, o Huddersfield foi o brinde da liga, após a equipe que teve um retorno dos sonhos para a primeira divisão na temporada passada conseguir sobreviver um segundo empate consecutivo, depois de uma partida sem gols com o Manchester City no domingo.

    “Esta é uma conquista inacreditável. Nós temos mais uma temporada na Liga Inglesa”, disse David Wagner, técnico do clube com menos orçamento da liga.

    “O vestiário mostrou muita união em toda a temporada, eles sempre acreditaram que no futebol o impossível é possível. Ninguém além de nós esperava isso”.

    O Huddersfield saiu na frente com gol de Laurent Delpoitre logo após o intervalo, mas um cruel gol de empate, quando uma sobra bateu em Marcos Alonso e entrou no gol, foi o sinal para o Chelsea aumentar suas tentativas.

    O Huddersfield acabou sendo eternamente grato ao goleiro Jonas Lossl, que conseguiu defender um cabeceio de Andreas Christensen, em um momento que ficará para sempre no folclore do time da região de Yorkshire.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below