June 15, 2018 / 8:45 PM / 3 months ago

Irã precisa marcar seus próprios gols contra Espanha e Portugal

(Reuters) - Um gol contra durante os acréscimos enviado aparentemente dos céus deu ao Irã uma vitória por 1 a 0 sobre o Marrocos em sua estreia na Copa do Mundo, mas os iranianos precisarão que seus próprios jogadores encontrem um modo de marcar contra os pesos pesado Espanha e Portugal se quiserem avançar.

Aziz Bouhaddouz, do Marrocos, marca gol contra no jogo com o Irã 15/06/2018 REUTERS/Dylan Martinez

Com seus atacantes desperdiçando uma série de chances em São Petersburgo, o técnico do Irã, Carlos Queiroz, sem dúvida notou como o desafortunado marroquino Aziz Bouhaddouz foi mais eficaz ao cabecear um chute de Ehsan Hajsafi.

Foi um erro, claro, em uma noite melancólica para os norte-africanos.

O Irã, é claro, celebrou como se fosse 1998, a última vez em que ganharam uma partida na Copa do Mundo apesar de terem se classificado para mais dois Mundiais antes da Rússia.

O Irã nunca avançou para além da fase de grupos em quatro tentativas anteriores, mas agora tem uma chance decente, mesmo com os poderosos ibéricos dominando o Grupo B, um dos mais difíceis da Copa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below