June 16, 2018 / 7:49 PM / 3 months ago

Há vida sem Zlatan, dizem com otimismo torcedores suecos na Rússia

NIZHNY NOVGOROD, Rússia (Reuters) - Inabalados pela ausência se seu maior jogador, Zlatan Ibrahimovic, torcedores suecos acreditam que a equipe pode ser mais harmônica sem ele e pode começar bem a Copa do Mundo.

Ibrahimovic marcou 62 gols em 116 jogos pela Suécia, igualando este domínio com sua personalidade e ego extravagantes, mas se aposentou da seleção antes das eliminatórias e, apesar de especulações de que poderia reverter sua decisão, não houve um retorno para a Copa da Rússia.

“Nós ficamos em segundo lugar na Copa do Mundo de 1958, em terceiro em 1994. Agora estamos indo para o primeiro – sim, mesmo sem Zlatan!”, disse o entusiasmado torcedor Nicklas Haellman, de 38 anos, prevendo uma vitória por 5 x 0 da Suécia na partida inaugural na competição, contra a Coreia do Sul na segunda-feira.

“Ele foi o melhor que já tivemos. Todos nós o amamos. Mas agora ele está muito ocupado fazendo comerciais”.

Embora sem compartilhar expectativas tão arrebatadoras, compatriotas na zona de torcedores em Nizhny Novgorod, onde o jogo de segunda-feira será disputado, concordaram que há vida após Zlatan para a Suécia.

“Agora é mais trabalho de equipe”, disse Magnus Hurtig, de 35 anos. “E é claro que é hora de Forsberg brilhar”, acrescentou sobre Emil Forsberg, o rápido meia-atacante que herdou a camisa 10 de Ibrahimovic e é a principal ameaça da Suécia no ataque.

Vestindo com orgulho a camisa amarela antes da partida de segunda-feira, Marcus Karlsson confessou que sua lealdade é dividida. Ele recentemente se casou com uma sul-coreana e acabou de voltar de férias no país.

“Os coreanos não estão muito esperançosos. Eles acham que o time deles é muito ruim!”, riu enquanto assistia à partida deste sábado entre França e Austrália na zona de torcedores.

A torcida sueca oficial prevê comparecimento de entre 6 mil e 8 mil torcedores em Nizhny Novgorod.

    “Nós temos um bom time, estamos muito otimistas. Lembre-se que nós não fomos à Copa de 2014 no Brasil com Zlatan, e ainda assim estamos na Rússia sem ele. Nós temos um grande espírito de equipe, e isto leva você longe”, disse o diretor da torcida organizada, Christoffer Lund, de 31 anos.

“Mesmo assim, não há ninguém como Zlatan. Ele tem uma grande personalidade, mesmo que alguns digam que ele não é o sueco típico”, acrescentou Lund, com o rosto pintado com pequenas bandeiras suecas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below