June 21, 2018 / 7:58 PM / 3 months ago

Técnico da Costa Rica pode usar dois jogadores para marcação de Neymar

SÃO PETERSBURGO (Reuters) - O técnico da seleção da Costa Rica, Óscar Ramírez, pode designar dois de seus jogadores para marcar Neymar quando os dois times se enfrentarem em São Petersburgo na sexta-feira, mas disse que sua equipe não irá tentar fazer faltas para tirar o atacante do jogo.

Ramírez concede entrevista 21/6/2018 REUTERS/Anton Vaganov

A Costa Rica entra na partida como última do Grupo E, após perder seu primeiro jogo por 1 x 0 para a Sérvia. O Brasil empatou em 1 x 1 com a Suíça em sua partida de estreia.

    Neymar ficou fora dos gramados por três meses após sofrer uma fratura no quinto metatarso do pé direito em uma partida do Campeonato Francês no final de fevereiro e sofreu 10 faltas na partida contra a Suíça.

    A última Copa do Mundo de Neymar acabou prematuramente, após levar uma joelhada nas costas e fraturar uma vértebra contra a Colômbia nas quartas de final.

    “Neymar é um jogador muito habilidoso e é verdade que pessoas tentaram pará-lo um pouco agressivamente”, disse Ramírez a repórteres na véspera da partida. “Nós temos nossa própria estratégia e vamos ver o que acontece”.

    “Talvez marquemos ele com dois homens. Mas é claro que não queremos qualquer tipo de transgressões contra ele ou quaisquer ataques desleais contra ele. Os jogadores sabem o que fazer”.

O técnico de 53 anos anunciou sua equipe titular em entrevista coletiva pré-jogo, revelando que irá fazer uma mudança no time que foi derrotado pela Sérvia, com Bryan Oviedo entrando na lateral-esquerda, no lugar de Francisco Calvo.

    Ramírez também pediu para torcedores da Costa Rica manterem fé no time, dizendo que terem chegado às quartas de final no Brasil há quatro anos aumentou expectativas em tal nível que pressão está sendo acumulada sobre seus jogadores.

    “Nós conhecemos nosso país muito bem e as pessoas no nosso país não gostam de perder”, acrescentou. “Quando nós defendemos nossas cores e nossa camisa, nós gostamos de vencer. Algumas vezes somos um pouco autodestrutivos, eu temo.” Relatos surgiram sobre divisões no vestiário e uma briga entre jogadores, mas Ramírez disse que seu time inteiro está seguindo na mesma direção.

    “Certas informações foram publicadas e supostamente elas vêm de dentro da equipe, mas eu não diria isto”, acrescentou.

    “É verdade que alguns jogadores são mais íntimos que outros, mas eles não são grupos diferentes, não há problemas dentro do time. Eu não tive que interferir de maneira alguma, não houve conflitos”.

O capitão Bryan Ruíz disse que a Costa Rica está motivada para enfrentar o pentacampeão Brasil e está mentalmente preparada para a tarefa.

    “É muito motivador poder jogar contra o Brasil durante uma Copa do Mundo”, acrescentou. “Ambos times estão lutando para se classificar para a próxima fase, então eu tenho certeza que será um jogo muito intenso”.

    “Nós nos preparamos muito bem fisicamente e taticamente, então nós teremos que usar isto no jogo de amanhã, assim como nossa força psicológica”, acrescentou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below