June 24, 2018 / 6:05 PM / 6 months ago

Técnico do Irã critica arbitragem de vídeo e diz que sistema confunde os torcedores

Carlos Queiroz durante jogo do Irã contra a Espanha 20/6/2018 REUTERS/Toru Hanai

SARANSK, Rússia (Reuters) - O técnico da seleção iraniana, o português Carlos Queiroz, criticou o sistema de árbitro assistente de vídeo (VAR) no domingo e disse que ele deixa muitos torcedores no estádio sem entender o que está acontecendo. 

O novo sistema foi desenvolvido para corrigir os erros de arbitragem mas aumentou as preocupações com a tecnologia desempenhando um papel decisivo em algumas partidas da Copa do Mundo da Rússia. 

O técnico de 65 anos relutou inicialmente em comentar o VAR, com medo de retaliação da Fifa, entidade que governa o futebol mundial, mas decidiu falar “em nome do jogo”. 

“O futebol pertence às pessoas, isso não pode mudar. É o jogo do povo”, disse Queiroz antes da última partida do Irã contra Portugal pelo grupo B contra Portugal na Arena Mordovia na segunda-feira. 

“É crucial e fundamental que saibam que um grupo de pessoas está decidindo o que está acontecendo nos bastidores sem que ninguém entenda o que está acontecendo”, disse. 

“Isso não é bom para o prestígio do jogo. O jogo deve ser claro, é preciso que ele seja óbvio. As pessoas sentadas no estádio precisam saber quais são as regras. Quem está apitando o jogo? Precisamos saber.”

O VAR está sendo usado na Copa do Mundo pela primeira vez. Embora o sistema tenha sido utilizado em competições domésticas na Europa no ano passado, algumas preocupações têm sido levantadas sobre o sistema. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below