June 28, 2018 / 11:54 PM / 5 months ago

Inglaterra avança na Copa do Mundo sem agonia por derrota

KALININGRADO, Rússia (Reuters) - Mesmo com a derrota por 1 x 0 para a Bélgica em sua última partida da fase de grupos nesta quinta-feira, a Inglaterra não ficou decepcionada, aliviada por uma rota possivelmente mais fácil em direção ao título da Copa do Mundo.

Técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, durante partida contra a Bélgica na Copa do Mundo 28/06/2018 REUTERS/Marko Djurica

A derrota foi a primeira em mais de um ano da Inglaterra, encerrando uma sequência de 12 partidas invictas, e cria um confronto nas oitavas de final com a perigosa Colômbia, enquanto a Bélgica, líder do Grupo G, enfrenta o Japão.

Depois das oitavas, o caminho em que a Inglaterra está parece menos perigoso, com uma possível partida nas quartas contra Suécia ou Suíça, enquanto a Bélgica enfrentaria Brasil ou México, com os pesos-pesados Portugal, Uruguai, França e Argentina também do lado belga do chaveamento.

A escalação do técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, incluindo nove reservas, disse mais sobre a importância que depositou na partida contra a Bélgica do que qualquer coisa que pudesse falar, mas ele afirmou que suas decisões tiveram mais a ver com a manutenção da forma física dos jogadores titulares do que com a escolha de um adversário.

“O que acontecer na próxima semana (na fase de mata-mata) é a decisão certa, até onde sei”, disse.

“As pessoas dirão que só será a decisão correta se nós vencermos, mas foi a decisão correta porque poderíamos possivelmente entrar em outra partida que poderia ir aos acréscimos e arriscar jogadores que nós não precisamos arriscar.”

Em uma Copa do Mundo em que tudo deu certo para a Inglaterra, o técnico se encontra pela primeira vez na Rússia sob críticas por não ter ido com tudo na busca pela liderança do grupo para jogar contra o Japão.

Southgate usou todos os clichês certos e deu sua própria versão ao plano do jogo, mas também deu a cara a tapa, dizendo estar pronto para aceitar qualquer crítica.

“Às vezes acho que você precisa olhar o quadro maior e tomar decisões que em alguns casos podem ser criticadas, mas todos entendem nos vestiários o que nós estamos tentando fazer”, disse.

“Nós não gostamos de perder, nós não gostamos de perder partidas, mas para mim nós temos os objetivos primários e eu entendo isto e acho que os torcedores no estádio entenderam isto também.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below