June 29, 2018 / 7:40 PM / 3 months ago

Casemiro minimiza favoritismo do Brasil contra México

(Reuters) - O volante Casemiro minimizou nesta sexta-feira o favoritismo do Brasil diante do México nas oitavas de final da Copa do Mundo e alertou que a seleção terá que jogar muito bem para avançar no Mundial.

Casemiro durante entrevista coletiva em Sochi, na Rússia 29/06/2018 REUTERS/Hannah McKay

O México costuma fazer jogos duros contra o Brasil em competições como Copa América, Copa das Confederações. Jogos Olímpicos e Copa Ouro. Mas os mexicanos jamais venceram o Brasil em uma Copa do Mundo.

“Continuamos com humildade e temos grande equipe, mas temos que jogar muito futebol para ganhar do México”, disse ele a jornalistas.

Casemiro rechaça o status de favorito no duelo de segunda feira em Samara. Ele lembrou o que aconteceu com a atual campeã mundial Alemanha, derrotada por 1 x 0 pelo México no jogo de estreia dos alemães na Copa. A Alemanha acabou eliminada ainda na primeira fase do torneio.

“O favoritismo vem de vocês da imprensa e sabemos que favoritismo e camiseta não ganham jogo. Alemanha é o maior exemplo disso, caiu na primeira fase”, avaliou.

“Estamos tranquilos e todos são jogadores de grande nível e de clubes sempre favoritos e estamos acostumados com pressão e com tudo isso que todo mundo fala.”

O Brasil fez uma primeira fase irregular com uma estreia abaixo da média no empate com a Suíça em 1 x 1, seguido de uma vitória suada sobre a Costa Rica por 2 x 0 e um jogo mais consistente, diante da Sérvia, na vitória também por 2 x 0.

“Cada jogo estamos melhorando. O primeiro foi empate e poderia ter feito mais. No segundo, com Costa Rica, que só queria se defender, e no terceiro mostramos mais do futebol com uma equipe mais aberta e isso facilitou nosso estilo de jogo. Estamos crescendo dentro da competição e isso é normal. No começo tinha ansiedade e acho que a evolução vai ser maior ainda na próxima fase”, afirmou o volante do Real Madrid.

O jogador negou que existe um movimento na seleção para proteger e blindar o craque Neymar, que vem sendo muito criticado pela imprensa e pela torcida brasileira. O atacante vem de uma cirurgia no pé e aparenta estar fora de sua melhor forma.

“Proteger o Neymar? Neymar é estrela mundial e sabe lidar com a crítica. Se não joga bem, toma porrada... Sabemos a qualidade dele”, disse.

Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below