June 29, 2018 / 10:45 PM / in 5 months

Pavón pode ser titular da Argentina e Messi entraria como "falso nove" contra França

Cristian Pavón, da seleção argentina, durante partida contra a Croácia na Copa do Mundo 21/06/2018 REUTERS/Matthew Childs

MOSCOU (Reuters) - A seleção argentina de futebol voltou a treinar nesta sexta-feira com Cristian Pavón no lugar de Gonzalo Higuaín e com Lionel Messi jogando como “falso nove” e tudo indica que essa será a formação da equipe do técnico Jorge Sampaoli para a partida de oitavas de final da Copa do Mundo contra a França.

No Centro de Treinamento de Bronnitsy, Sampaoli trabalhou com 12 jogadores para experimentar duas alternativas: repetir a mesma equipe que venceu a Nigéria na última partida da fase de grupos ou fazer uma mudança que deixaria a “albiceleste” sem um centro-avante como referência de área no jogo de sábado em Kazan.

Com a eventual saída de Higuaín da equipe titular, Pavón - que até agora entrou durante as partidas nos três jogos disputados no Mundial - entraria pela ponta e Messi jogaria mais adiantado.

O meio-campista Enzo Pérez, que não treinou na quinta-feira por causa de dores no glúteo, foi testado entre os titulares e deve estar à disposição para o jogo contra os franceses.

O técnico Jorge Sampaoli não confirmou a escalação titular mais tarde nesta sexta-feira em uma coletiva de imprensa. “A formação inicial ainda não comuniquei aos jogadores”, sinalizou.

Sampaoli destacou que espera que sua equipe deve enfrentar com calma o desafio que a França apresentar. “A França é uma equipe muito perigosa, que tem defensores muito sólidos, recuperação muito rápida e que pode nos gerar um incômodo com espaços para o contra-ataque. Para mim, a partida vai estar ali.”

Antes de partir para Kazan, os jogadores praticaram chutes da marca do pênalti, em caso de um eventual empate. O goleiro Franco Armani foi o mais exigido, embora também tenham alternado os outros dois goleiros: Nahuel Guzmán e Wilfredo Caballero.

A provável escalação argentina será com Armani, Gabriel Mercado, Nicolás Otamendi, Marcos Rojo, Nicolás Tagliafico, Pérez, Javier Mascherano, Éver Banega, Ángel Di María, Messi e Pavón ou Higuaín.

Por Marcelo Androetto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below