June 30, 2018 / 6:17 PM / 3 months ago

Argentinos pedem renovação na seleção depois de eliminação na Rússia

BUENOS AIRES (Reuters) - Milhares de torcedores da Argentina passaram da euforia à desolação neste sábado na histórica Praça de San Martín, em Buenos Aires, depois que a equipe desperdiçou uma vantagem de 2 x 1 e acabou caindo diante da França por 4 x 3 na Copa do Mundo, e pediram por uma renovação de jogadores.

Torcedores argentinos em Buenos Aires apreensivos durante jogo com a França 30/06/2018 REUTERS/Agustín Marcarian

O estado do ânimo dos torcedores que se reuniram para ver a partida em uma telão na capital argentina mudou bruscamente quando a França marcou três vezes entre os 12 e 23 minutos do segundo tempo, revertendo o resultado do jogo. 

“Não podem deixearvirar o jogo assim!”, disse Julieta Moreno, torcedora de 22 anos que estava acompanhada de sua mãe e sua tia. 

Apesar do gol de Sergio Aguero aos 48 minutos do segundo tempo, depois de alguns aplausos ferventes de esperança, a derrota chegou acompanhada de angústia e raiva pela fé dos argentinos que havia sido depositada em sua maior estrela, Lionel Messi, considerado um dos maiores jogadores do mundo. 

“Todos têm que sair, incluindo (Jorge) Sampaoli”, disse Martin Cid, funcionário de restaurante de 42 anos, em referência ao técnico da seleção argentina. “Chega desse time!”, acrescentou enfurecido. 

O sentimento se repetiu em muitos argentinos que se retiraram em silêncio de um dos espaços públicos de Buenos Aires onde foi transmitida a partida. 

“Estou triste, este foi o último Mundial de muitos jogadores. Temos que buscar renovação”, afirmou Eduardo Vallejos, que estava acompanhado por seu filho. “O único que tem que seguir é Messi”, disse. 

Depois da partida, o volante Javier Mascherano confirmou sua aposentadoria da seleção, enquanto a imprensa argentina pôs em dúvida a continuidade de Messi. 

A Argentina havia se classificado na terça-feira às oitavas de final da Copa do Mundo na Rússia ao superar a Nigéria com um gol no final do jogo. 

A despedida argentina do Mundial neste sábado foi o pior resultado desde a eliminação na primeira fase na Coreia do Sul e Japão em 2002, e acontece após três finais perdidas: no Mundial do Brasil em 2014,e nas edições da Copa América de 2015 e 2016. 

Reportagem de Maximiliano Rizzi 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below