June 30, 2018 / 11:03 PM / 5 months ago

Dedicação e comprometimento do Uruguai foram fundamentais para vitória, diz Tabárez

SOCHI, Rússia (Reuters) - O técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, elogiou a dedicação e o comprometimento de seu time neste sábado após a dura vitória conquistada sobre Portugal por 2 x 1 que classificou seu time para as quartas de final da Copa do Mundo.

Técnico do Uruguai, Óscar Tabárez 30/06/2018 REUTERS/Murad Sezer

Edinson Cavani, que deixou a partida no segundo tempo devido a uma lesão, marcou um gol em cada tempo e, apesar de Pepe ter marcado um gol para Portugal, não foi o bastante para segurar os uruguaios, que agora somam quatro vitórias seguidas na Rússia.

“O fator de diferença do jogo foi a dedicação que os jogadores mostraram em campo, e essa é a forma que vemos o futebol”, disse Tabárez. “Foi difícil. Portugal teve mais posse de bola e ficou bastante tempo do nosso lado do campo, e teria sido melhor para nós termos mais a bola e jogar a partida mais próximos do gol deles”.

“Hoje nós cometemos um erro que resultou no gol de empate, mas nós temos um time muito forte em termos mentais”, acrescentou Tabárez, citando a importância da “intensidade, foco e intuição tática” de seu time.

Portugal teve 61 por cento da posse de bola e finalizou quatro vezes mais que os uruguaios, mas Tabárez minimizou a posse de bola e disse que o importante é converter as chances de gol criadas.

“Eu acho que às vezes há uma percepção errada de que posse de bola leva a oportunidades de marcar gols”, disse o ex-técnico de Cagliari e Milan.

“Eu aprendi isso na Itália quando trabalhei lá. Na Itália a posse de bola não é santificada como é em outros lugares. Mesmo se você não tiver a posse de bola você pode infligir dor em seu adversário.”

Tabárez elogiou seu atacante Cavani, eleito o melhor jogador da partida, mas disse não saber se o jogador do Paris Saint-Germain, que deixou o gramado lesionado, estará recuperado para a partida de sexta-feira contra a França pelas quartas de final.

“Cavani sofreu uma lesão hoje e teremos de ver como isso evolui, uma vez que não está claro nesse estágio o quão sério é”, disse. “Mas, como sempre, vamos contar com a força do nosso time como um coletivo. Essa é a nossa melhor aposta contra qualquer adversário, e sabemos que a França será muito difícil”.

O Uruguai, campeão mundial em 1930 e 1950, enfrentará a França, que venceu a Argentina por 4 x 3 também neste sábado, no dia 6 de julho, em Nizhny Novgorod.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below