July 2, 2018 / 9:41 PM / 5 months ago

Eliminação do México na Copa coloca fim à carreira de Rafa Márquez

Rafa Marquez durante jogo contra o Brasil 2/7/2018 REUTERS/Pilar Olivares

SAMARA (Reuters) - A carreira de mais de 20 anos do mexicano Rafael Márquez se encerrou nesta segunda-feira de uma maneira um pouco triste, com a eliminação da seleção mexicana pelo Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo.

O Brasil avançou às quartas de final da Copa após derrotar o México por 2 x 0 graças a um gol e uma assistência de Neymar, deixando “El Tri” sem alcançar a desejada quinta partida pela sétima vez consecutiva.

    “Estou orgulhoso do que se mostrou hoje, mas triste com o resultado. Me aposento do futebol, foram 22 anos entregues ao futebol, agora é preciso tirar um tempo e pensar no que vem a seguir. Mas continuarei ligado ao futebol”, disse Márquez após a partida.

É esperado que Márquez assuma um cargo executivo no clube Atlas, onde iniciou sua carreira em 1996.

    O jogador de 39 anos igualou na Rússia o recorde de participações em cinco mundiais, ficando ao lado do goleiro mexicano Antonio Carbajal (Brasil 1950, Suíça 1954, Suécia 1958, Chile 1962 e Inglaterra 1966), do meia alemão Lothar Matthäus (Espanha 1982, México 1986, Itália 1990, Estados Unidos 1994 e França 1998), e do goleiro italiano Gianluigi Buffon (França 1998, Coreia do Sul/Japão 2002, Alemanha 2006, África do Sul 2010 e Brasil 2014).

    Outra marca conquistada pelo chamado “Kaiser” mexicano na Rússia foi a de maior número de jogos como capitão na história das Copas, com 17 partidas portando a faixa, superando Diego Maradona em uma partida.

    Márquez estreou pela seleção tricolor em fevereiro de 1997 em um amistoso que o México venceu do Equador por 3 x 1.

    Em nível de clubes, encerrou sua carreira em 28 de abril na última rodada do torneio local Clausura, na qual sua equipe Atlas empatou sem gols com o Pachuca.

    Na Europa jogou pelo francês Mônaco e pelo espanhol Barcelona, com o qual venceu a Liga Espanhola quatro vezes e a Liga dos Campeões em 2006 e 2009. Também jogou nos Estados Unidos com o New York Red Bulls de 2010 a 2012.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below