July 2, 2018 / 11:27 PM / 4 months ago

Pode vir Brasil, diz técnico belga Martínez após sufoco com Japão

ROSTOV-ON-DON, Rússia (Reuters) - A seleção da Bélgica passou em um teste de caráter com a demonstração de um verdadeiro espírito de luta que mostra boas perspectivas para um jogo de quartas de final contra o Brasil, disse o técnico Roberto Martínez após a equipe se recuperar de uma desvantagem de 2 x 0 para vencer o Japão por 3 x 2 nos acréscimos nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Técnico da Bélgica, Roberto Martínez, durante partida contra o Japão na Copa do Mundo 02/07/2018 REUTERS/Sergio Perez

“Na Copa do Mundo, você quer ser perfeito - mas é sobre avançar, é sobre vencer”, disse o espanhol, contratado após uma equipe belga recheada de talentos que atuam no Campeonato Inglês ser eliminada pelo País de Gales na Eurocopa de 2016.

“Isso se resume à personalidade, ao foco, ao desejo, à atitude de nunca desistir desse grupo de jogadores”, disse Martínez depois de Nacer Chadli, que saíra do banco de reservas, marcar o gol da vitória nos acréscimos, partindo os corações dos torcedores japoneses, que viram sua seleção marcar duas vezes no começo do segundo tempo.

“Foi um teste de caráter e você vê a reação dos nossos reservas entrando para vencer o jogo”, disse ele. “Te diz tudo sobre esse grupo de jogadores”. Seu outro reserva, Marouane Fellaini marcou o gol de empate da Bélgica aos 29 minutos do segundo tempo.

Encurralado em vários momentos pelos Samurais Azuis, que estão 58 posições atrás da Bélgica no ranking da Fifa na 61ª posição, os Diabos Vermelhos terão de analisar suas falhas defensivas e dificuldade em transformar pressão em gols antes do duelo contra o Brasil pelas quartas de final na sexta-feira.

“Nenhuma negativa hoje, foi sobre avançar”, insistiu Martínez, oferecendo o maior dos elogios pela habilidade e tática do Japão. “É um dia de estar muito orgulhoso desses jogadores”.

“Continuem acreditando na Bélgica”.

Para o jogo contra o Brasil, disse ele, sua equipe trabalharia em cima das lições de Rostov, quando após um apreensivo primeiro tempo como fortes favoritos, eles tiveram que atacar com “nada a perder” para voltar à partida.

Contra o Brasil, quem Martínez acredita ser a melhor equipe no torneio, ninguém vai esperar muito da Bélgica e os jogadores estão aproveitando esta oportunidade para tentar causar um incômodo.

O capitão Eden Hazard disse que, com o placar de 2 x 0 para os japoneses, sua equipe estava tendo flashbacks para sua derrota contra o País de Gales dois anos antes.

“Mas a reação hoje foi imensa”, disse Hazard. “Talvez esse foi o tipo de jogo que precisávamos”, acrescentou.

Agora, disse ele, “jogar contra o Brasil é um sonho”.

Reportagem de Alastair Macdonald e Philip Blenkinsop

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below