July 6, 2018 / 9:27 PM / 5 months ago

Deschamps expressa alívio após França evitar suspensões

SÃO PETERSBURGO (Reuters) - O técnico da França, Didier Deschamps, está aliviado que seu time tenha conseguido a vitória de 2 x 0 sobre o Uruguai nas quartas de final sem perder nenhum de seus jogadores por suspensões, disse após a partida desta sexta-feira em Nizhny Novgorod.         

Deschamps comemora 6/7/2018 REUTERS/Carlos Barria

Após Antoine Griezmann marcar o segundo gol da França, Kylian Mbappé se envolveu em um incidente com o uruguaio Christian Rodríguez, que terminou com o atacante francês no chão e jogadores de ambas seleções se envolvendo em uma discussão.

    A situação ameaçou esquentar e Deschamps puxou o meia Paul Pogba para a lateral do campo para uma conversa, enquanto Mbappé e Rodríguez recebiam cartões amarelos.

    “No que diz respeito a Paul, as coisas ficaram um pouco acaloradas, e tendo em mente que ele tinha um cartão amarelo, eu não queria que ele perdesse a calma e recebesse um cartão por nada”, disse Deschamps a repórteres após a partida.

    “Isto é o que disse a todos os jogadores. Se nos classificarmos e eles receberem cartões amarelos... não somente por faltas, mas por conta de gestos, por conta de atitudes, por conta de certas palavras que foram ditas, isto é completamente desnecessário”.

“Você pode conversar com o árbitro, mas você não pode ser provocativo e você não pode cair na provocação de seus rivais. Eu definitivamente não queria que ele recebesse outro cartão”, completou.

Pogba era um dos diversos jogadores franceses já amarelados e, logo, corria o risco de suspensão se recebesse outro cartão, e Deschamps elogiou a atitude de seu jovem elenco.

    “Nós temos uma margem para melhorias”, acrescentou. “Mas juventude não é somente um ponto fraco. Vocês viram isto no segundo tempo. Há certas fagulhas que nós conseguimos controlar”.        

    “Eu tinha seis jogadores amarelados e agora tenho todos disponíveis para a próxima partida, e isto é ótimo.”

    O primeiro gol da França surgiu de uma jogada ensaiada, com o zagueiro Raphael Varane cabeceando uma cobrança de falta de Griezmann. Deschamps disse que sua equipe havia treinado maneiras de abrir a defesa uruguaia, que até o momento havia levado somente um único gol na Copa do Mundo.

    “Griezmann foi muito bom naquela jogada ensaiada e Raphael reagiu muito bem”, disse o técnico. “Estas coisas nós treinamos”.

    “Nesta semana eu foquei um pouco mais na defesa em relação ao estilo de posicionamento uruguaio, porque eles são muito bons em jogar na parte central do campo com seus três melhores jogadores pelo alto”.

    Deschamps disse que sua equipe controlou o jogo melhor e mereceu se consagrar vencedora contra os duros adversários.

“Nós jogamos contra uma bela equipe uruguaia, mas nós fomos melhores que eles hoje. Nós tivemos mais domínio do que eles tiveram, especialmente no segundo tempo”, acrescentou.          

Reportagem de Simon Jennings

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below