July 8, 2018 / 5:06 PM / 2 months ago

Vettel vence e Hamilton é o segundo no GP da Inglaterra

SILVERSTONE, Inglaterra (Reuters) - Sebastian Vettel venceu o Grande Prêmio da Inglaterra com a Ferrari neste domingo, impediu a quinta vitória consecutiva de Lewis Hamilton em casa e aumentou para oito pontos a vantagem na classificação geral da Fórmula 1.

Em uma corrida emocionante com dois “safety cars”, o atual campeão Hamilton foi da pole position para as últimas colocações e, em uma corrida fantástica de recuperação, acabou em segundo lugar com sua Mercedes.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi o terceiro, após tomar uma punição de 10 segundos por ter se emaranhado com Hamilton na volta inaugural e fazer o inglês rodar na pista. 

A vitória foi a quarta de Vettel na temporada, a 51ª de sua carreira, e a primeira derrota da então dominante Mercedes em Silverstone desde 2012, antes do início da era dos motores V6 turbo.

“Você é um leão”, disse um exaltado mecânico do time via rádio após a bandeira quadriculada que selou a primeira vitória da Ferrari na Inglaterra desde 2011.

“Eu estava um pouco preocupado antes da corrida, mas estava bem, provavelmente era um pouco de adrenalina”, disse o alemão, que sofria com um torcicolo no sábado.

“O pescoço aguentou e foi uma corrida que gostei muito, e acho que as pessoas também.”

Após o acidente com Raikkonen, Hamilton fez uma corrida de recuperação e já havia retornado para a sétima colocação após nove voltas, mas ainda assim 26 segundos atrás do quatro vezes campeão mundial Vettel.

A aparição do safety car na 33ª das 52 voltas, após o acidente da Sauber de Marcus Ericsson, foi aplaudida pela multidão de 140.500 torcedores, pois era exatamente o que Hamilton precisava para diminuir a diferença.

Vettel fez uma parada enquanto a Mercedes manteve Hamilton na pista, assegurando-lhe que ele era “o piloto mais rápido por muita diferença”, com tudo para tomar a liderança.

O companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas, liderou e então um segundo safety car, depois que Carlos Sainz, da Renault, e Romain Grosjean, da Haas, colidiram, entrou em cena e manteve o pelotão da frente bastante próximo.

Vettel então passou Bottas a cinco voltas do final, com os pneus do finlandês visivelmente desgastados, e Hamilton também ultrapassou o colega uma volta mais tarde. A perseguição foi para a volta final com o alemão vencendo por 2,2 segundos.

“Esta é a maior corrida do ano diante da maior torcida, lamento não poder trazer o troféu para casa hoje”, disse Hamilton ao público. “Eu não vou desistir, acreditem em mim, eu não vou desistir.

“Meu time fez um trabalho incrível neste fim de semana, conseguimos muito apoio. Já eles mostraram táticas interessantes, mas vamos fazer o que pudermos para derrotá-los.”

Raikkonen admitiu que cometeu um erro.

“Na terceira curva, travei o volante e acabei acertando Lewis no canto traseiro. Ele rodou. Culpa minha”, disse o campeão mundial de 2007.

“Foi um erro meu. Eu mereci isso”, acrescentou a respeito da punição. 

Por Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below