July 10, 2018 / 10:56 PM / 2 months ago

ANÁLISE-Gol decisivo de bola parada prova que futebol ainda é um jogo simples

SÃO PETERSBURGO (Reuters) - Apesar de todos os planejamentos complexos, táticas cautelosas e coreografias dignas de uma partida de xadrez, a simplicidade do futebol foi novamente enfatizada com a classificação da França para a final da Copa do Mundo com uma básica cobrança de bola parada.

Umtiti marca gol da França contra a Bélgica 10/7/2018 REUTERS/Michael Dalder

A cobrança de escanteio de Antoine Griezmann foi cabeceada por Samuel Umtiti, que superou o belga Marouane Fellaini no ar e deu à França o gol da vitória por 1 x 0 sobre a Bélgica nesta terça-feira e uma vaga na final no domingo contra Croácia ou Inglaterra.

O gol aos 6 minutos do segundo tempo se mostrou um descomplicado diferencial em uma partida na qual elencos recheados de estrelas mantivaram a promessa de habilidades requintadas, movimentos devastadores e brilhantes finalizações.

“Nós temos sido fortes na defesa em situações de bola parada, mas hoje foi uma infelicidade. Nós tínhamos nossas estruturas defensivas naquele escanteio, mas foi somente uma questão de centímetros”, disse o técnico da Bélgica, Roberto Martínez.

A arrancada de Kylian Mbappé pela direita dentro dos primeiros 15 segundos sugeria que a França planejava atropelar os belgas, mas foi somente uma ilusão, uma vez que a equipe empregou táticas opostas.

A seleção francesa ficou recuada, às vezes perigosamente na beira de sua área, e deixou a Bélgica ter a bola, optando pelo contra-ataque.

Eden Hazard com a bola na entrada da área e Kevin de Bruyne comandando as jogadas são perigosos e foi uma aposta arriscada para a França, mas quando a seleção francesa teve a chance de contra-atacar, foi assustadoramente rápida e igualmente perigosa.

A partida foi como assistir dois pugilistas trocando olhares e aguardando para ver quem piscava primeiro.

Quando o gol saiu, não foi de uma jogada com fluidez ou de uso de habilidade individual. O gol saiu, ao invés disto, de uma situação padrão, que ainda se mostra decisiva no nível mais alto do futebol.

À medida que o futebol fica cada vez mais sofisticado, com ciência de ponta e tecnologia de vídeo, o gol foi um lembrete vívido do quão simples o esporte ainda é.

O gol deu à França licença para uma abordagem mais expansiva, mas não às custas de manter sua forma defensiva, e a seleção francesa apertou De Bruyne e Hazard para anulá-los rapidamente.

O goleiro francês Hugo Lloris fez uma incrível defesa para impedir uma tentativa de Toby Alderweireld no primeiro tempo, mas após o intervalo teve somente que lidar com um forte chute de longe de Axel Witsel, conforme seus companheiros de equipe controlavam o jogo.

    Criticada por um começo lento na competição, a França parece estar chegando ao seu ponto máximo no momento certo e deve buscar manter as coisas simples novamente na final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below