July 13, 2018 / 7:21 PM / 3 months ago

Anderson bate Isner em semifinal mais longa de Wimbledon com 6h36

LONDRES (Reuters) - Foi um caso de antes tarde do que nunca, nesta sexta-feira, quando Kevin Anderson chegou à sua primeira final em Wimbledon com um placar de 7-6 (6), 6-7 (5), 6-7 (9), 6-4 e 26-24 sobre John Isner, em jogo de seis horas e 36 minutos, a mais longa semifinal individual do All England Club.

Kevin Anderson comemora vitória em Wimbledon 13/7/2018 REUTERS/Tony O'Brien

Jogando contra Isner, que é conhecido no folclore de Wimbledon por vencer o “jogo sem fim” - 11 horas e cinco minutos contra Nicolas Mahut em 2010, - Anderson precisou de cinco sets para derrubar o norte-americano e se tornar o primeiro sul-africano a chegar à decisão de Wimbledon em 97 anos.

O confronto entre dois tenistas altos contou com três tie-breaks e 102 poderosos aces, mas foi o sul-africano de 32 anos quem deu o golpe de nocaute.

O oitavo cabeça-de-chave enfrentará o bicampeão Rafael Nadal ou o tri Novak Djokovic na final de domingo.

Brian Norton havia sido o último sul-africano a chegar à final, em 1921.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below