July 26, 2018 / 3:39 PM / 2 months ago

Astro de MMA Conor McGregor se declara culpado de ato de vandalismo em Nova York

NOVA YORK (Reuters) - O lutador de MMA Conor McGregor se declarou culpado de um ato de vandalismo na arena Barclays Center nesta quinta-feira no bairro nova-iorquino do Brooklyn, parte de um acordo feito com promotores para suavizar as acusações.

Lutador de MMA Conor McGregor fala a jornalistas após deixar tribunal 26/07/2018 REUTERS/Eduardo Munoz

McGregor, que se manteve impassível durante a audiência, ficará fora da prisão graças ao acordo, que determina que ele sirva cinco dias de serviço comunitário, participe de um programa de controle da raiva e pague pelos danos que causou.

Fora do tribunal, McGregor agradeceu aos promotores e ao juiz por deixá-lo “seguir em frente”.

“Eu gostaria de dizer aos meus amigos, à minha família e a meus fãs: Obrigado por seu apoio.” Uma pequena multidão de fãs aplaudiu enquanto ele se dirigia para seu carro.

O impetuoso irlandês de 30 anos foi acusado de agressão, conduta criminosa e outros crimes por seu papel na confusão.

Ele se declarou culpado de conduta desordeira, uma violação, que não resultará em registro criminal. Isso não terá efeito sobre seu status de imigrante ou a possibilidade de lutar, segundo seu advogado de defesa, Bruce Maffeo.

Imagens de vídeo que viralizaram parecem mostrar McGregor e seu séquito em um estacionamento subterrâneo estraçalhando os vidros de um ônibus repleto de lutadores de Ultimate Fighting Championship que estavam na arena para divulgar um evento UFC próximo.

Cian Cowley, outro lutador irlandês acusado pelo incidente, também se declarou culpado nesta quinta-feira.

O UFC, o principal organismo do esporte, disse que um lutador foi atingido por um carrinho de carga atirado pela janela e que outro sofreu um corte no olho quando o vidro estourou.

Na época do incidente, McGregor estava revoltado com o fato de o UFC tê-lo privado de seu título de peso-leve, segundo mensagens cheias de xingamentos que ele publicou no Twitter.

O UFC anulou o título porque McGregor decidiu não defendê-lo para disputar uma luta de boxe altamente lucrativa contra o invicto Floyd Mayweather. A vitória de Mayweather, transmitida como evento pay-per-view, gerou mais de 600 milhões de dólares em receitas, o que fez dela a segunda luta mais rentável da história.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below