August 17, 2018 / 6:17 PM / 3 months ago

Phelps confessa luta contra depressão e diz querer salvar vidas

(Reuters) - O nadador norte-americano Michael Phelps, o maior medalhista olímpico de todos os tempos, disse que salvar uma vida é mais importante do que ganhar uma medalha de ouro, ao contar detalhes sobre sua luta contra a depressão.

Ex-nadador olímpico Michael Phelps 04/08/2018 Aaron Doster-USA TODAY Sports

Phelps, dono de 23 medalhas de ouro em cinco Olimpíadas, disse em uma entrevista à CNN que houve momentos em que não quis estar vivo e que agora está dedicado à sua batalha contra a depressão e a ajudar outros que sofrem da doença.

“Eu gostaria de fazer a diferença, gostaria de ser capaz de salvar uma vida, se puder”, disse Phelps nesta sexta-feira. “Para mim, isso é mais importante do que ganhar uma medalha de ouro”.

“Consegui fazer algumas coisas realmente incríveis na piscina e também lutei do lado de fora. Houve uma parte da minha vida em que não queria estar vivo”.

Após a Olimpíada de Londres de 2012 Phelps teve uma crise, dizendo que não queria viver, e recentemente teve o que descreveu como um momento “assustador” que confirmou que sua luta contra a depressão continua e que deve durar toda sua vida.

“Duas ou três semanas atrás passei por uma fase depressiva bem assustadora”, contou Phelps à CNN. “Isto é algo que continuará acontecendo na minha vida, mas quanto mais eu puder aprender sobre mim mesmo e entender por que estou passando por estas coisas, vai tornar minha vida melhor, e posso ensinar outras pessoas ou ajudar outras pessoas, e isso é algo que é muito importante para mim, estou muito orgulhoso e honrado por poder fazê-lo”.        

O nadador de 33 anos, que se aposentou após a Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016, encontrou estabilidade na vida familiar depois de se casar com Nicole Johnson em 2016, e em fevereiro o casal anunciou o nascimento do segundo filho.

“(Minha esposa) é tudo para mim, é minha rocha, e me ajuda no dia a dia”, disse Phelps. “Com certeza eu não seria quem sou sem ela”.

“Ela é uma pessoa que realmente me ajudou nos últimos tempos. Eu realmente gosto de quem sou e estou de bem comigo mesmo. Não poderia dizer isso alguns anos atrás”.

“Então estou em um bom momento e vivendo a vida um dia de cada vez”.

Por Steve Keating em Toronto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below