October 14, 2019 / 3:09 PM / a month ago

Leclerc assume a culpa por colisão com Verstappen no GP do Japão

Piloto Charles Leclerc, da Ferrari, durante GP do Japão de F1 13/10/2019 REUTERS/Issei Kato

SUZUKA, Japão (Reuters) - O piloto Charles Leclerc, da Ferrari, assumiu a culpa por uma colisão com Max Verstappen, da Red Bull, que arruinou o Grande Prêmio do Japão para ambos, no domingo.

O monegasco de 21 anos terminou em sexto, mas foi rebaixado para a sétima posição porque acumulou penalidades de tempo em decorrência da colisão e por continuar com um carro danificado na pista, enquanto Verstappen desistiu da corrida na casa da fornecedora de motores Honda.

Logo após a prova, o holandês acusou Leclerc por pilotar de forma “irresponsável”.

Inicialmente, Leclerc disse ter se tratado de uma “situação complicada”, mas mais tarde reconheceu seu erro.

“Larguei mal. Fiquei um pouco distraído”, disse ele a repórteres. “Eu estava no lado interno, e por estar atrás de Seb (Vettel) e Lewis (Hamilton) perdi um pouco da dianteira (do carro)”, explicou. “Normalmente você precisa prever essas coisas, e eu não o fiz. Então a culpa é minha”.

A corrida foi vencida por Valtteri Bottas, da Mercedes, e seu colega de equipe e líder do campeonato Hamilton chegou em terceiro.

Agora Leclerc e Verstappen estão matematicamente fora da disputa do título. Só os pilotos da Mercedes ainda estão no páreo, e Hamilton tem uma vantagem de 64 pontos sobre Bottas faltando quatro corridas na temporada.

Por Alan Baldwin em Londres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below