for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Governo do Chile confirma final da Libertadores em Santiago

Protesto em Santiago 29/10/2019 REUTERS/Jorge Silva

SANTIAGO (Reuters) - O governo do Chile confirmou nesta quarta-feira a realização da final da Copa Libertadores entre o time argentino River Plate e o brasileiro Flamengo no Estádio Nacional, em 23 de novembro.

A organização do torneio, o mais importante da América no nível dos clubes, era dúvida após as cerca de duas semanas de mobilizações e protestos que deixaram ao menos 18 mortos e na terça-feira levaram ao cancelamento da reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) e a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP25).

A recém-nomeada ministra dos Esportes, Cecilia Pérez, disse à imprensa que ratificou à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) “a firme vontade de que a final da Copa Libertadores aconteça em Santiago”, acrescentando que é “uma tremenda festa esportiva e que faz bem ao país”.

Por Carlos Serrano

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up