for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Presidente da liga italiana se desculpa por iniciativa anti-racista com pinturas de macacos

Logo do Campeonato Italiano durante partida entre Fiorentina e Napoli, em Florença 24/08/2019 REUTERS/Daniele Mascolo

(Reuters) - O diretor da liga italiana de futebol, a Serie A, pediu desculpas pelas obras de arte envolvendo macacos usadas em uma campanha antiracismo e que foram amplamente criticadas.

As imagens de autoria do artista Simone Fugazzoto apresentavam três macacos com olhos e detalhes de cores diferentes.

“Nós percebemos que não eram apropriadas”, disse o presidente-executivo da liga, Luigi De Siervo, em nota nesta terça-feira.

Os clubes italianos Roma e Milan criticaram a escolha das imagens que a liga havia dito inicialmente que tinham “o objetivo de espalhar os valores de integração, multiculturalismo e irmandade”.

Fugazzotto, que usa macacos em grande parte de seu trabalho, defendeu sua criação dizendo: “somos todos macacos”.

Reportagem de Martyn Herman

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up