for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Kane e Alli garantem vitória de virada do Tottenham sobre o Brighton

LONDRES (Reuters) - Harry Kane e Dele Alli comandaram uma reação do Tottenham Hotspur diante do Brighton & Hove Albion no segundo tempo do confronto, quando o time finalmente despertou e garantiu uma vitória de 2 x 1 em casa nesta quinta-feira no Campeonato Inglês.

Harry Kane durante partida do Tottenham contra o Brighton & Hover Albion pelo Campeonato Inglês 26/12/2019 REUTERS/Hannah McKay

O capitão Kane empatou aos oito minutos da etapa complementar após um gol de cabeça de Adam Webster no primeiro tempo, e Alli colocou o Spurs na frente 19 minutos mais tarde, aproveitando um passe de Serge Aurier para completar uma jogada iniciada por Christian Eriksen.

O Spurs ainda se recuperava de uma derrota desalentadora para o Chelsea em seu campo e jogava sem o meia-atacante sul-coreano Son Heung-min, suspenso ao ser expulso no jogo perdido por 2 x 0.

“A atuação no primeiro tempo foi ruim e relacionada ao resultado e à derrota anteriores. É preciso começar bem para recuperar alguns sentimentos bons, e não começamos bem”, disse o técnico José Mourinho em uma coletiva de imprensa.

“O segundo tempo foi diferente, demos tudo que tínhamos para dar, voltamos a correr riscos e defender de maneira menos cautelosa.”

O triunfo deixou o Tottenham na quinta colocação com 29 pontos em 19 jogos, e o Brighton em 13º com 20 pontos.

Um clima sonolento tomou conta do estádio no jogo que aconteceu cedo um dia após o Natal, mas se dissipou brevemente quando Kane balançou a rede --até uma revisão com a tecnologia do árbitro de vídeo (VAR) invalidar o gol por impedimento.

O Brighton, que deu uma surra de 3 x 0 no Spurs em outubro, um dos últimos jogos sob o comando de Mauricio Pochettino, o antecessor de Mourinho, saiu na frente quando o zagueiro Webster apareceu desmarcado e aproveitou uma cobrança de falta de Pascal Gross com uma cabeçada aos 37 minutos.

Mourinho não escalou Tanguy Ndombélé, contratado pelo clube por um valor recorde, explicando mais tarde que o meio-campista francês lhe disse não estar pronto para jogar porque temia sofrer uma recaída das lesões que prejudicaram sua estreia no time.

O treinador colocou Giovani Lo Celso e Eriksen em campo após o gol de empate de Kane e a decisão mostrou-se acertada, já que Eriksen ludibriou a defesa rival com um passe cruzado que Aurier encaminhou para Alli marcar o gol da vitória.

Por Richard Martin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up