January 8, 2020 / 9:15 PM / 7 months ago

Supercopa na Arábia faz parte do desejo do futebol de ganhar dinheiro, diz treinador do Barcelona

Ernesto Valverde conduz treinamento do Barcelona na Arábia Saudita 08/01/2020 REUTERS/Sergio Perez

JEDDAH (Reuters) - O técnico do Barcelona, Ernesto Valverde, tem preocupações com o novo formato da Supercopa da Espanha e afirmou que jogar a competição na Arábia Saudita é uma consequência do desejo dos dirigentes de futebol em encontrar mais fontes de receita.

Tradicionalmente, a Supercopa dá início à temporada na Espanha, com uma disputa de dois jogos entre o vencedor da Copa del Rey e os campeão de La Liga, embora a edição de 2018 tenha sido disputada em um jogo único em Tânger, no Marrocos.

No ano passado, a Federação Espanhola de Futebol concordou em dobrar o número de equipes e levar a competição para fora da Espanha permanentemente, além de deslocá-la de agosto para janeiro.

A Federação assinou um contrato de três anos para disputar a competição na Arábia Saudita, o qual a mídia espanhola diz valer 40 milhões de euros por ano.

“Sei que houve rumores, mas hoje o futebol é uma indústria”, disse Valverde em entrevista coletiva antes da partida da semifinal do Barcelona contra o Atlético de Madrid, em Jeddah, na quinta-feira.

“A razão pela qual estamos aqui e por que estávamos no Marrocos é porque os dirigentes estão procurando mais fontes de renda”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below