for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Williams não pode apenas acreditar que situação irá melhorar, diz ex-diretor

Robert Kubica pilota um dos carros da Williams no GP do México de 2019 25/10/2019 REUTERS/Carlos Jasso

LONDRES (Reuters) - A Williams não pode presumir que as coisas irão apenas melhorar depois de terminar o ano com apenas 1 ponto na competição de equipes em 2019, disse o ex-diretor de performance de veículos Rob Smedley.

A escuderia que já foi dominante, de propriedade privada e ainda uma das mais bem-sucedidas em termos de títulos no mundial de construtores, não vence uma corrida desde 2012.

A equipe conquistou apenas oito pontos nas últimas duas temporadas combinadas, mas ficou em terceiro na tabela em 2015.

“Há sempre uma filosofia de que não pode piorar”, disse à Reuters Smedley, que deixou a equipe de Grove no final de 2018.

“Como já dei algumas voltas pelo esporte a motor, pela Fórmula Um especialmente, sei que a realidade é que pode ficar ainda pior do que já está”, afirmou o diretor.

“Falamos sobre como não pode piorar muito depois de 2019, mas dissemos isso sobre 2018. E dissemos isso sobre 2017. A realidade é que 2020 pode ser ainda pior que 2019.”

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up