for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Equador contrata Jordi Cruyff como novo técnico para buscar vaga na Copa de 2022

Novo técnico da seleção do Equador, Jordy Cruyff, cumprimenta o presidente do país, Lenín Moreno, em sua apresentação oficial 13/01/2020 REUTERS/Daniel Tapia

QUITO (Reuters) - O novo técnico do Equador, Jordi Cruyff, estará à frente da equipe com o objetivo de buscar bons resultados de olho na Copa do Mundo do Catar, e para isso prometeu paciência e dedicação “máximas”.

Cruyff, de 45 anos, filho do reconhecido jogador holandês Johan Cruyff, substitui o colombiano Hernán Dario Gómez, que foi despedido em agosto do ano passado devido aos resultados ruins do time.

“Nosso objetivo é melhorar, ajudar. Não é trabalho para um, mas de todos juntos, porque juntos somos mais fortes, e da nossa parte vão encontrar uma dedicação máxima para tentar conseguir bons resultados e que a torcida fique orgulhosa de sua seleção”, disse Cruyff na noite de segunda-feira.

“Nos motiva trabalhar imediatamente com toda nossa energia, com nossa paixão, com paciência, temos uma adaptação super rápida e estamos preparados para o desafio que teremos”, acrescentou o técnico durante sua apresentação na Federação Equatoriana de Futebol (FEF).

Cruyff, que treinou times de Malta, Chipre, Israel e China, estreará em março, em uma partida das eliminatórias para o Mundial do Catar de 2022 contra a Argentina, quatro anos depois de ficar de fora da Copa do Mundo da Rússia.

A escolha de Cruyff é parte de uma ampla reestruturação do organograma futebolístico do país sul-americano, segundo a FEF.

Por Andrew Downie e Alexandra Valencia

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up