for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

River Plate cumprirá sanção disputando jogos da Libertadores a portas fechadas

Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, antes de partida do River Plate pela Copa Libertadores 11/04/2019 REUTERS/Agustin Marcarian

(Reuters) - O River Plate terá que disputar seus próximos dois jogos da Copa Libertadores em casa a portas fechadas por causa de seu envolvimento no conflito violento que forçou o adiamento da final de 2018, comunicou o Tribunal Arbitral do Esporte nesta terça-feira.

A partida de volta da decisão de 2018 entre o River e seu arquirrival Boca Juniors foi cancelada depois que torcedores do River atacaram o ônibus do Boca quando este se aproximava do Estádio Monumental de Buenos Aires.

O jogo acabou sendo transferido para Madrid, onde o River venceu por 3 x 1 e obteve a vitória pelo placar agregado de 5 x 3, erguendo seu quarto troféu.

“A comissão considerou que a sanção adequada a ser imposta ao River Plate pelo ataque ao ônibus era duas partidas a portas fechadas, a ser aplicada nas duas próximas partidas do River Plate em casa na Copa Libertadores”, disse a corte em um comunicado.

O clube foi sorteado em um grupo que inclui o LDU do Equador, o Binacional do Peru e o São Paulo no torneio deste ano, e o primeiro jogo em seu campo está marcado para 11 de março.

Por Andrew Downie

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up