for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Recurso de Platini contra banimento é rejeitado pelo Tribunal Europeu de Direitos Humanos

Ex-presidente da Uefa Michel Platini 19/06/2019 REUTERS/Gonzalo Fuentes

(Reuters) - O ex-presidente da Uefa Michel Platini perdeu o recurso apresentado ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra seu afastamento de quatro anos do esporte.

A corte anunciou nesta quinta-feira que uma comissão de sete membros rejeitou o pedido de Platini contra a decisão de 2015 da Fifa e insistiu que seus direitos humanos não foram violados.

“O tribunal determinou em particular que, tendo relação com a seriedade da má conduta, a posição superior mantida pelo senhor Platini nas entidades governantes do futebol e a necessidade de restaurar a reputação do esporte e da Fifa, a sanção não pareceu excessiva ou arbitrária”, disse a corte em um comunicado.

Platini foi banido do futebol por oito anos pela entidade que comanda o futebol mundial, assim como Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa. Os dois negaram irregularidades.

O afastamento foi resultado de um pagamento de 2,10 milhões de dólares feito pela Fifa ao francês em 2011, com a aprovação de Blatter, por trabalhos realizados uma década antes.

A punição de Platini foi reduzida para quatro anos após uma apelação ao Tribunal Arbitral do Esporte (CAS).

Por Hardik Vyas, em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up