for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Partida do Campeonato Italiano atrasa por pedidos de que a liga fosse suspensa

ROMA (Reuters) - O futebol italiano entrou em um estado de caos e confusão, neste domingo, quando o pontapé inicial de um jogo do Campeonato Italiano entre Parma e Spal teve um atraso de última hora depois de um pedido do ministro dos Esportes italiano para que a liga fosse suspensa durante o surto de coronavírus.

O jogo no estádio Ennio Tardini estava programado para ser o primeiro com portões fechados desde que o governo italiano ordenou que todas as partidas fossem disputadas em estádios vazios até 3 de abril, em uma tentativa de controlar a disseminação da doença.

Ainda, o ministro dos Esportes, Vincenzo Spadafora pediu que a Federação Italiana de Futebol (FIGC) interrompesse os jogos de primeira divisão depois de o governo ordenar quarentena a grandes áreas no norte do país, apoiando um apelo pela suspensão feito pelo chefe do sindicato dos jogadores (AIC), Damiano Tommasi, no sábado.

Spadafora publicou em sua conta do Facebook que jogadores, torcedores e árbitros não deveriam ser colocados em risco em um momento no qual as autoridades estão pedindo que cidadãos façam “grandes sacrifícios” para enfrentar o surto.

A FIGC convocou uma reunião extraordinária para 10 de março, após os comentários de Spadafora.

Os comentários causaram confusão em Parma, onde jogadores estavam no túnel prontos para começar a partida, programada às 8:30, horário de Brasília.

Os jogadores foram chamados de volta aos vestiários pelos árbitros, que aguardavam a decisão de realizar ou não a partida.

Depois de um atraso de 35 minutos, foi anunciado que o jogo começaria em um novo horário, às 9:45 (Brasília).

Depois da partida, que terminou 1 x 0 para a Spal, a Serie A, organizadora da liga italiana, emitiu um comunicado que culpou o sindicato dos jogadores pelo atraso.

“Parma x Spal atrasou porque a FIGC convocou uma discussão urgente a pedido da AIC”, disse o comunicado.

“Contrariando o que estava no decreto do governo, que autorizou jogos da Serie A com portões fechados, a AIC pediu, minutos antes do começo do jogo, que a liga fosse suspensa e ameaçou uma greve de jogadores”.

O confronto entre Parma e Spal foi o primeiro dos cinco jogos da Serie A programados para este domingo, incluindo um crucial duelo entre candidatas ao título Juventus e Internazionale, em Turim.

Por Alasdair Mackenzie

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up