for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fifa estuda impacto do coronavírus em calendário e contratos de jogadores

Presidente da Fifa, Gianni Infantino 03/03/2020 REUTERS/Yves Herman

(Reuters) - A Fifa informou nesta segunda-feira que está analisando o impacto que os jogos adiados terão nos contratos dos jogadores após o surto de coronavírus suspender as ligas da Europa e do resto do mundo.

As cinco principais ligas da Europa - Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França - foram suspensas, assim como a Liga dos Campeões e a Liga Europa, aumentando o potencial de acúmulo de partidas caso as competições sejam retomadas ainda este ano.

No entanto, muitos jogadores cujos contratos vão até o final da temporada ficarão sem contrato após 30 de junho, levantando questões sobre como a temporada da liga em andamento pode ser concluída com os atuais elencos.

“A Fifa está analisando a situação atual e o potencial impacto que ela pode ter em todas as áreas do futebol. Mais informações virão no devido tempo”, disse à Reuters um porta-voz da entidade que controla o futebol mundial.

Times como Chelsea, que está em busca da qualificação para a Liga dos Campeões, pode ser afetado, uma vez que os jogadores da linha de ataque Olivier Giroud, Pedro e Willian têm contratos que expiram em 30 de junho.

A janela de transferências também será aberta quando a temporada terminar, colocando em dúvida se os jogadores terão permissão para transferências antes que a temporada atual seja concluída.

A Euro 2020, programada para 12 países entre 12 de junho e 12 de julho, também pode ser adiada por um ano, o que criaria uma janela mais longa para as ligas nacionais terminarem suas temporadas.

Reportagem de Rohith Nair em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up