for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Jogador Hudson-Odoi está fazendo "grande progresso" na recuperação do coronavírus, diz Lampard

Jogador Hudson-Odoi comemora gol contra Dynamo Kiev pela Liga Europa 07/03/2019 REUTERS/Eddie Keogh/

(Reuters) - O meia-atacante do Chelsea Callum Hudson-Odoi, que se tornou o primeiro jogador da Premier League a testar positivo para o coronavírus, está fazendo “grande progresso” em sua recuperação, disse o técnico Frank Lampard.

O teste positivo do jogador de 19 anos na semana passada levou o clube de Londres a fechar parcialmente o centro de treinamento de Cobham. O elenco principal e a comissão técnica foram orientados a se autoisolarem como precaução.

“Fico feliz em dizer que, no caso de Callum, ele fez um grande progresso e quase se sente como sempre, que é obviamente a notícia que todos queremos ouvir”, disse Lampard ao site do clube.

“Estou ciente de que nem todo mundo pode ou vai se recuperar desse vírus, por isso faço um apelo para que a comunidade esportiva e do futebol continuem agindo com responsabilidade e cuidando da saúde de outras pessoas.”

O Chelsea disse que o centro de treinamento foi reaberto para aqueles que não tiveram contato próximo recente com Hudson-Odoi.

O Campeonato Inglês foi suspenso até 4 de abril por causa do surto que praticamente paralisou o esporte mundial.

Globalmente, o vírus já infectou mais de 190.000 pessoas e matou mais de 7.500.

“Ainda não sabemos quando o futebol competitivo será reiniciado, mas não vale a pena se preocupar muito com isso no momento”, acrescentou Lampard.

“Todos nós sentimos falta do futebol, mas, agora, trata-se de agir com responsabilidade e no melhor interesse da sociedade.”

Reportagem de Shrivathsa Sridhar em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up