for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fifa trabalha em "Plano Marshall do Futebol" por impacto do coronavírus

Estádio de futebol vazio em Moenchengladbach, na Alemanha 11/03/2020 REUTERS/Wolfgang Rattay

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - A Fifa está trabalhando nos detalhes de um “Plano Marshall do Futebol” para lidar com as consequências financeiras da pandemia de coronavírus, que quase certamente resultará no uso de suas reservas de 2,7 bilhões de dólares.

O órgão que comanda o futebol mundial criou um grupo de trabalho para analisar as diversas questões levantadas pela paralisação do esporte em todo o mundo como resultado da pandemia e, nesta semana, espera-se que eles se concentrem nas maneiras pelas quais podem oferecer ajuda em dinheiro para aqueles que estão em dificuldades.

Um porta-voz da Fifa disse à Reuters que a federação internacional está ciente de que há “sérios problemas financeiros por causa do surto de coronavírus”.

“Isso ameaça interromper e prejudicar a capacidade das associações da Fifa e de outras organizações de futebol, como ligas e clubes, de desenvolver, financiar e administrar atividades de futebol em todos os níveis, incluindo profissionais, não profissionais, jovens e de base.”

“Está previsto que, em muitas partes do mundo, um número considerável de pessoas envolvidas no futebol, incluindo homens e mulheres, ficará em condições econômicas extremamente difíceis.”

O porta-voz acrescentou que, devido à forte situação financeira da Fifa, a entidade tem o dever de ajudar os necessitados.

O formato exato e os detalhes dessa assistência ainda não foram decididos, mas nesta semana serão realizadas mais consultas com as associações da Fifa, as confederações continentais e outras partes interessadas.

A campanha eleitoral do presidente da Fifa, Gianni Infantino, em 2016, incluiu planos para distribuir os recursos da organização. Na época, ele declarou: “O dinheiro da Fifa é o seu dinheiro, não é o dinheiro do presidente da Fifa”.

A maioria das competições nacionais e internacionais de futebol em todo o mundo está suspensa por causa da pandemia, enquanto torneios entre seleções, como a Euro 2020 e a Copa América, foram adiados.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up