for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Times italianos querem recomeçar em 13 de junho se governo permitir

Logo do Campeonato Italiano em painel em Milão 17/12/2019 REUTERS/Flavio Lo Scalzo

ROMA (Reuters) - Os times do Campeonato Italiano votaram a favor de recomeçar a temporada em 13 de junho durante a assembleia geral desta quarta-feira – se o governo do país permitir.

A primeira divisão do futebol italiano está suspensa desde 9 de março por causa da pandemia de Covid-19 e, embora o governo tenha autorizado os clubes a realizarem sessões de treinamento coletivo a partir de segunda-feira, ainda não decidiu se e quando o campeonato pode ser retomado.

“No que diz respeito à retomada das atividades esportivas, a data de 13 de junho para a retomada do campeonato foi indicada... de acordo com protocolos médicos para a proteção dos jogadores e todos os envolvidos”, disse a Serie A em um comunicado.

A liga italiana disse que os times também pediram aos detentores dos direitos de transmissão para “respeitarem os prazos de pagamento determinados nos contratos para manter um relacionamento construtivo entre eles”.

O campeonato ainda tem 12 rodadas a serem disputadas, além de vários jogos pendentes de rodadas anteriores. A Juventus lidera a tabela com um ponto de vantagem sobre a Lazio, enquanto Lecce, SPAL e Brescia ocupam posições na zona de rebaixamento.

O pomo da discórdia é a questão de como lidar com exames positivos para a Covid-19. A Federação Italiana de Futebol (FIGC) disse que isolar os jogadores afetados seria suficiente, contanto que o resto do elenco continuasse negativo.

O Ministério da Saúde insiste que toda a equipe teria que entrar em uma quarentena de 14 dias, o que adiaria partidas e poderia embaralhar o calendário se jogadores de vários times tivessem diagnósticos positivos.

Por Brian Homewood

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up