for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Temporada de escalada no Monte Fuji é cancelada devido ao coronavírus

Avião sobrevoa Monte Fuji 24/11/2019 REUTERS/Remo Casilli

TÓQUIO (Reuters) - A temporada de escalada do Monte Fuji, o pico mais alto do Japão, foi cancelada para este ano, depois que autoridades locais anunciaram nesta segunda-feira que as trilhas que levam ao cume permanecerão fechadas durante o verão por causa do coronavírus.

A Prefeitura de Shizuoka, que administra três das quatro trilhas que levam ao pico, fez o anúncio nesta segunda-feira, após declaração semelhante de uma prefeitura vizinha que administra a quarta trilha.

Shizuoka tomou a decisão de manter as trilhas fechadas porque “não podemos garantir a segurança dos alpinistas”, uma vez que as cabanas das montanhas e os centros de primeiros socorros serão fechados para impedir a disseminação do coronavírus, disse Yoshinari Nushida, chefe de seção de obras públicas do Monte Fuji.

Esta é a primeira vez desde o início dos registros que Shizuoka não abriu suas trilhas para a temporada de escalada, acrescentou ele.

Localizado cerca de 130 km a oeste de Tóquio, o Monte Fuji tem 3.776 metros de altitude e atrai multidões durante sua temporada de escalada, que vai de julho a setembro.

Cerca de 236.000 pessoas escalaram a montanha no ano passado, segundo o Ministério do Meio Ambiente.

O Japão registrou por volta de 170.000 casos e 769 mortes por coronavírus até esta segunda-feira. O número diário de novos casos caiu nos últimos dias e o governo suspendeu seu estado de emergência na quinta-feira para a maior parte do país, exceto oito prefeituras, incluindo Tóquio.

Reportagem de Sakura Murakami

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up