for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Prefeito de Madri diz que negocia para sediar final da Liga dos Campeões

Jogadores do Barcelona comemoram quinto título da Liga dos Campeões 07/06/2015 REUTERS/Albert Gea/File Photo

MADRI (Reuters) - O prefeito de Madri disse que a capital espanhola está negociando para receber a final da Liga dos Campeões deste ano, se os organizadores decidirem transferir a partida de Istambul devido à crise do coronavírus.

O maior jogo do futebol europeu estava programado para ser disputado no Estádio Ataturk, em Istambul, em 30 de maio, mas a competição foi paralisada nas oitavas de final, em março, por causa da pandemia.

“Sei que estão sendo feitos arranjos e quero declarar apoio absoluto da prefeitura para que a final da Liga dos Campeões seja realizada em Madri”, afirmou o prefeito da cidade, José Luis Martínez, à rede 13tv, de acordo com o jornal Marca de terça-feira.

Nenhum anúncio oficial foi feito sobre se a final será realizada em Istambul. Uma reportagem do New York Times no mês passado informou que o evento não aconteceria na cidade turca e que locais alternativos estavam sendo considerados.

A Uefa, que não quis comentar a declaração do prefeito de Madri, disse que um grupo de trabalho havia sido criado e que “uma variedade de opções” estava sendo analisada, acrescentando que uma reunião do Comitê Executivo em 17 de junho proporcionaria mais clareza.

É provável que a final seja realizada sem torcedores, como tem acontecido nas principais ligas europeias, incluindo a Bundesliga, que voltou no mês passado, e o Campeonato Espanhol.

A Espanha está entre os países mais afetados pela pandemia de coronavírus, registrando mais de 27.000 mortes.

Reportagem de Richard Martin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up