for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Coric se torna 2º tenista com Covid-19 após disputar torneio organizado por Djokovic

(Reuters) - O croata Borna Coric tornou-se o segundo jogador a disputar do torneio de exibição Adria Tour a ter resultado positivo para a Covid-19, levantando sérias preocupações para os dirigentes do esporte que buscam reiniciar o circuito após um longo período de paralisação.

Tenista croata Bornca Coric durante partida do Adria Tour em Zadar, na Croácia 20/06/2020 REUTERS/Antonio Bronic

O tênis profissional foi interrompido no mundo todo no início de março, quando os países fecharam fronteiras e impuseram bloqueios para conter a propagação do vírus.

Com essa interrupção, o tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, organizou o Adria Tour como um evento de caridade a ser disputado em quatro etapas na antiga Iugoslávia.

Na semana passada, as associações masculina (ATP) e feminina (WTA) publicaram os novos calendários para a retomada do circuito a partir de agosto, e os organizadores do US Open disseram que o Grand Slam será realizado sem torcedores, de 31 de agosto a 13 de setembro, em Nova York.

Esses planos, no entanto, podem precisar ser revistos com o teste positivo de Coric, após a confirmação de Covid-19 do tenista búlgaro Grigor Dimitrov no domingo, destacando os riscos de atletas de diferentes países se misturarem sem aderir às normas de distanciamento social.

A ATP desejou aos jogadores e funcionários que contraíram o novo coronavírus no evento uma rápida recuperação, e pediu “uma rígida adesão ao distanciamento social responsável” para limitar a propagação do vírus.

O búlgaro Dimitrov viajou para disputar duas etapas do evento de Djokovic, a primeira em Belgrado, na Sérvia, e a segunda em Zadar, na Croácia, assim como outros nomes importantes do tênis, como Dominic Thiem, da Áustria, e Alexander Zverev, da Alemanha.

Coric revelou no Twitter que havia testado positivo para a Covid-19. “Quero garantir que qualquer pessoa que tenha estado em contato comigo nos últimos dias seja testada”, disse o jovem de 23 anos. “Sinto muito por qualquer dano que possa ter causado. Estou me sentindo bem e não sinto nenhum sintoma.”

O torneio de Djokovic teve arquibancadas lotadas durante a etapa de Belgrado, com jogadores se abraçando na rede, posando para fotos e participando de coletivas de imprensa juntos.

Djokovic organizou eventos em Belgrado para os jogadores e para si mesmo, e fotos e vídeos dele dançando com os outros participantes do torneio foram postadas nas mídias sociais.

Como Sérvia e a Croácia afrouxaram as medidas de isolamento semanas antes do torneio, os jogadores não eram obrigados a observar as regras de distanciamento social em ambos os países.

“É recomendável que qualquer pessoa que esteja em contato próximo por mais de 10 minutos com o tenista seja aconselhada a se isolar por 14 dias e a entrar em contato com o médico”, disseram os organizadores do evento em comunicado nesta segunda-feira.

O preparador físico de Djokovic, Marco Panichi, também testou positivo para a Covid-19, informou o jornal sérvio Sportski Zurnal, citando o instituto de saúde da Croácia.

O tenista número um do mundo fez o teste na segunda-feira depois de retornar a Belgrado pela manhã e seus resultados serão anunciados na terça-feira. Ele depois deve se dirigir ao público, informou a mídia sérvia.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up