for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Tribunal rejeita ação do Santos contra Barcelona sobre transferência de Neymar

Neymar comemora gol contra o Olympique Lyonnais 04/03/2020 REUTERS/Benoit Tessier

BARCELONA (Reuters) - O Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou o processo do Santos contra o Barcelona relacionado à contratação de Neymar em 2013, informou o time espanhol em um comunicado nesta terça-feira.

Em 2015, o Santos apresentou uma queixa à Fifa pedindo 61.295.000 euros de indenização e danos depois de o Barça fazer um pagamento ao pai de Neymar e à empresa familiar N&N antes de comprar o meia-atacante brasileiro por um valor inicial de 57 milhões de euros.

“O CAS determinou que o contrato entre o Santos e Neymar foi encerrado de comum acordo e que o Barcelona não desconsiderou o acordo de transferência quando pagou taxas adicionais ao pai do jogador e à firma N&N”, disse o clube espanhol.

“O Barcelona não incorreu em nenhuma conduta fraudulenta quando assinou um acordo de pré-transferência com Neymar nem quando assinou a transferência com o Santos”.

O comunicado acrescentou que o CAS ordenou aos Santos que pague as despesas legais equivalentes a cerca de 21 mil dólares do Barça.

A mudança de Neymar de seu time de infância para o Barcelona foi cercada de problemas legais, o que levou a Alta Corte da Espanha a iniciar uma investigação de fraude e corrupção do jogador, que negou qualquer irregularidade, por causa do valor de sua transferência.

A investigação também levou o então presidente do time, Sandro Rosell, que mediou o negócio, a renunciar em 2014.

Acreditava-se que o Barcelona faria outra oferta pelo jogador, atualmente no Paris St Germain, neste verão, mas seu presidente, Josep Maria Bartomeu, disse que isso é improvável devido ao impacto financeiro da pandemia de Covid-19.

Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702 REUTERS AC

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up